acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energia

Ministério vai cobrar ações para melhorar o serviço da CEB

23/10/2012 | 10h13

 

O Ministério de Minas e Energia vai divulgar nos próximos dias uma lista com as ações que serão cobradas da Companhia Energética de Brasília (CEB) para melhorar o sistema de distribuição de energia na capital do país. Segundo o secretário executivo da pasta, Márcio Zimmermann, o ministério vai cobrar da CEB medidas que garantem a confiabilidade elétrica.
“O sistema adotado pela CEB demostra que os critérios não estão adequados em Brasília. Temos que implementar medidas que atendam ao nível de qualidade e confiabilidade no que necessita uma capital”, disse  Zimmermann.
O secretário declarou que desde 2009 o Ministério havia identificado falhas no sistema elétrico de Brasília. O secretário esteve reunido na segunda-feira (22) com representantes da CEB, de Furnas, do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) e da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para tratar sobre a vulnerabilidade do sistema elétrico da capital.
Zimmermann explicou que os apagões ocorridos na última sexta-feira (19) no Distrito Federal tiveram origens diferentes. Segundo ele, o primeiro apagão, que durou cerca de 40 minutos, teve origem na subestação de transmissão de Furnas para a CEB. O segundo problema foi em um equipamento na Subestação Samambaia Norte, de responsabilidade da distribuidora brasiliense. Ainda de acordo com o secretário, os dois problemas não estão relacionados.

O Ministério de Minas e Energia vai divulgar nos próximos dias uma lista com as ações que serão cobradas da Companhia Energética de Brasília (CEB) para melhorar o sistema de distribuição de energia na capital do país. Segundo o secretário executivo da pasta, Márcio Zimmermann, o ministério vai cobrar da CEB medidas que garantem a confiabilidade elétrica.


“O sistema adotado pela CEB demostra que os critérios não estão adequados em Brasília. Temos que implementar medidas que atendam ao nível de qualidade e confiabilidade no que necessita uma capital”, disse  Zimmermann.


O secretário declarou que desde 2009 o Ministério havia identificado falhas no sistema elétrico de Brasília. O secretário esteve reunido na segunda-feira (22) com representantes da CEB, de Furnas, do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) e da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) para tratar sobre a vulnerabilidade do sistema elétrico da capital.


Zimmermann explicou que os apagões ocorridos na última sexta-feira (19) no Distrito Federal tiveram origens diferentes. Segundo ele, o primeiro apagão, que durou cerca de 40 minutos, teve origem na subestação de transmissão de Furnas para a CEB. O segundo problema foi em um equipamento na Subestação Samambaia Norte, de responsabilidade da distribuidora brasiliense. Ainda de acordo com o secretário, os dois problemas não estão relacionados.

 



Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar