acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Mercosul

Ministério paraguaio fecha acordos para exploração de petróleo

24/09/2004 | 00h00

O governo do Paraguai, através do vice-ministério de Minas e Energia, formalizará nos próximos dias 12 acordos que totalizam pedidos de cerca de 26 milhões de hectares para trabalhos de exploração de hidrocarbonetos em todo o país, disse à BNamericas Héctor Ruiz, titular da pasta.
"A formalização de todos estes contratos permitirá o início dos trabalhos de exploração em cada uma das zonas que vão desde o chaco paraguaio até o oriente do país", explicou Ruiz.
Segundo o funcionário, a importância de concretizar os acordos está em que até agosto de 2003, havia em todo o país, 40 mil hectares concedidos através de um só contrato.
"Solicitamos que cada empresa informe sobre a entidade pela qual está sendo asistida economicamente e financeiramente", explicou o vice-ministro, agregando que as entidades que apoiam em temas financeiros e as empresas são Williams de Broe PLC, Thorpe-Beestom Investment Ltd, e Mindley Investmente Ltd.
A empresa CDS Oil & Gas Ltd, com sede no Reino Unido, recentemente firmou um acordo de risco compartido com a companhia local Cano Martínez e a assiste financeiramente. Assim mesmo, manifestou interesse em associar-se com a empresa Morrison Mining para uma concessão para a exploração do bloco Boqueón que está por concretizar-se.
Outras empresas que firmarão o acordo são Paraguay Gas, Boreal Petróleos, Aurora Petróleos e Amirisur S.A. "São todas empreas locais com agentes estrangeiros", explicou Ruiz.
Além do mais, estão as empresas estrangeiras H.A & E.R. Exploraciones, Pilcomayo Petróleos S.A., Hodroener Consultora, Guaraní Exploration e a Union Oil, que contará com a assistência técnica e financeira da BOYG do Brasil e Andrade Gutiérrez.
 Assim mesmo, destadou que faz uns dias esse escritório recuperou, na cidade de Houston, a totalidade das informações originais relacionadas com cerca de 18 mil km de sísmica e dados de aproximadamente 24 poços, cujas informações estavam arquivadas por empresas norte-americanas que exploraram o Paraguay por 40 anos.
"Isso tem um altíssimo valor, principalmente técnico, mas além do mais econômico pois são trabalhos que não têm que ser realizados novamente", acrescentou.
Segundo Ruiz, com esta recuperação da informação se fecha o circulo prévio da papelada e burocracia e permitirá que as empresas começem a realizar seus trabalhos.
"Essa nova informação estará a disposição gratuita para cada uma das empresa que participarão nos acordos, fazendo mais atrativo o setor já que poderia incrementar o número de empresas interessadas em investir no país", apontou.



Fonte: BNamericas
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar