acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
Petroquímica

M&G construirá a maior fábrica de PET do mundo no Brasil

22/12/2004 | 00h00
O grupo italiano Mossi and Ghisolfi (M&G) confirmou, nesta quarta-feira (22/12), seus planos de construir a maior fábrica de PET do mundo no Brasil, na cidade de Ipojuca (PE). A empresa de produtos químicos também estuda a possibilidade de integração vertical da nova fábrica e assinou, com a Petrobras, no dia 15 de dezembro, um memorando de entendimento para avaliar investimentos conjuntos na cadeia de PET.
A nova fábrica terá capacidade de produção 450 mil toneladas de PET por ano e deverá iniciar as operações a partir de 2006. Já a integração depende da avaliação de oportunidades e exige mais pesquisa antes de assumir qualquer compromisso. Entretanto, segundo informe, o M&G está entusiasmado com as perspectivas de cooperação com a Petrobras.   
O diretor executivo da unidade comercial de polímeros do M&G, Marco Ghisolfi, afirma que "esse é um momento estimulante para o M&G e estamos muito contentes por podermos construir o que será a maior fábrica de PET do mundo. Para nós, esse novo investimento demonstra o compromisso contínuo do M&G com o futuro do Brasil como o principal país fabricante de PET e, em termos mais gerais, o compromisso com o setor mundial de PET".
O executivo agradece o apoio do Presidente Lula e de autoridades brasileiras do estado de Pernambuco e de nível federal. "Eles trabalharam conosco para chegarmos a esse momento
histórico, e reconhecemos sua constante colaboração", afirma.
O grupo M&G é uma empresa familiar de produtos químicos com sede em Tortona, na Itália, e com investimentos de fabricação no Brasil, México, Reino Unido e Estados Unidos, além do país de origem. A empresa desenvolve resinas PET inovadoras e econômicas para embalagens, e atualmente é a segunda produtora mundial de PET para aplicações de embalagens, com uma capacidade de produção anual de 1,3 milhão de toneladas. Em 2003, as vendas do grupo foram de US$ 1,6 bilhão, das quais aproximadamente 80% foram geradas por operações ligadas à resina PET. O Grupo apóia três instalações de Pesquisa e Desenvolvimento na Itália, EUA e Brasil.

Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar