acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Belo Monte

Máquinas embarcam amanhã para o Xingu

20/06/2011 | 10h11
Uma balsa do Grupo Reicon sairá de Belém amanhã (21), com destino a Vitória do Xingu, levando a bordo cerca de 40 máquinas que serão utilizadas na preparação do canteiro de obras da hidrelétrica de Belo Monte, no rio Xingu. O carregamento, o primeiro de uma longa série, deve chegar ao destino no final da semana, mas as obras só serão iniciadas quando o Consórcio Construtor Belo Monte, constituído de dez grandes empresas, receber a ordem de serviço da empresa Norte Energia S.A. (Nesa), vencedora da licitação e responsável pelo projeto.
 

Contratado pela Nesa, o Consórcio Construtor Belo Monte reúne as dez maiores construtoras brasileiras. Além da Andrade Gutierrez (líder da obra), integram o grupo Camargo Corrêa, Norberto Odebrecht, OAS, Queiróz Galvão, Contern, Galvão Engenharia, Serveng, Cetenco e J.Malucelli. Até o final deste ano, elas deverão mobilizar, no canteiro do Xingu, cerca de três mil trabalhadores.
 

O diretor administrativo do Consórcio, Marcos Sordi, previu ontem que no pique das obras, que ocorrerá por volta de julho a agosto de 2013, um contingente de 18 a 20 mil trabalhadores estará atuando na construção do complexo hidrelétrico de Belo Monte. Acrescentou que, se tudo correr bem “e as chuvas permitirem”, a primeira turbina entrará em operação em 2015. Ela será a terceira maior hidrelétrica do mundo, com capacidade de produção para 11.233 megawatts.
 

O Grupo Sotreq (Sociedade de Tratores e Equipamentos Ltda), revendedor Caterpillar, será o fornecedor de todo o maquinário pesado a ser utilizado na construção de Belo Monte. O gerente regional da empresa, Ribamar Nóbrega, calcula que serão ao todo cerca de 800 máquinas, entre tratores, carregadeiras, escavadeiras, caminhões-fora-de-estrada e outras. A previsão é de que a metade desses equipamentos venha a chegar a Belo Monte ainda este ano. A outra metade só será entregue no ano que vem.
 

Ribamar Nóbrega informou ainda que as máquinas sairão do porto da Reicon, em Belém, e deverão fazer, em aproximadamente três dias, a viagem até o porto da empresa em Vitória do Xingu. De lá, em carretas, elas seguirão até o local da obra, cobrindo por estrada trajetos que chegarão a no máximo 80 quilômetros.


Fonte: Diário do Pará
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar