acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Eletricidade

Manutenções estão em dia, mas defeitos acontecem, diz ONS

04/10/2012 | 11h13

 

O Operador Nacional do Sistema(ONS), responsável pelo sistema elétrico brasileiro, informou que a falta de luz que atingiu partes das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, mais os estados de Rondônia e Acre, na noite desta quarta-feira (3), decorreu de um defeito em um equipamento de um transformador da subestação de Foz de Iguaçu.
Apesar desse defeito, o diretor-geral do ONS, Hermes Chipp, afirmou que os equipamentos das subestações estão em perfeitas condições e que as manutenções estão em dia.
"Embora faça manutenção, esses defeitos acontecem. Não são frequentes, mas podem acontecer... Nosso sistema tem mais de 100 mil km de linhas de transmissão. Defeitos em equipamentos podem ocorrer. Não são frequentes, são raros... Em muitos casos, é feita manutenção preventiva, mas às vezes acontece", disse o diretor-geral, em entrevista ao "Bom Dia Brasil".
Na noite de quarta-feira (3), as operadoras de energia das regiões atingidas foram orientadas a desligar parte do fornecimento à população. O problema foi detectado às 20h56 e, de acordo com o ONS, o sistema começou a retomar o trabalho normal por volta das 21h22.
O ONS informou ainda que a falta de energia que cancelou o jogo entre Brasil e Argentina, que seria realizado na cidade de Resistência, na noite desta quarta, não teve nenhuma relação com a falha na subestação de Furnas.
Rio de Janeiro
No Rio de Janeiro faltou luz na região leste e oeste do estado. De acordo com a Light, a queda de energia afetou as subestações de Cascadura, Higienópolis, Guadalupe, Penha e Rocha Miranda, no subúrbio, e Nova Iguaçu, Seropédica e Itaguaí, na Baixada Fluminense.
Em Niterói e São Gonçalo, também houve falta de luz. De acordo com a Ampla, responsável pelo fornecimento de luz na região, a energia já foi normalizada.
Paraná
Houve falta de energia no Paraná, onde quase 115 mil pessoas foram afetadas. Faltou fornecimento em Curitiba, região metropolitana e no litoral. Nas unidades que sofreram primeiro o corte, o tempo sem energia foi de 31 minutos. Às 21h40, técnicos da Copel foram autorizados a religar todo o sistema de fornecimento.
Minas Gerais
Em Minas Gerais, 21 cidades ficaram sem o serviço. De acordo com a Cemig, foi registrada falta de energia nas cidades de Arapoã, Araxá, Belo Horizonte, Bonsucesso, Carmo do Paranaíba, Caxambu, Lavras, Malacacheta, Nova Lima, Novo Cruzeiro, Passos, Patos de Minas, Pintópolis, Poté, Ribeirão das Neves, Rio Paranaíba, São Francisco, Santo Antônio do Amparo, Sete Lagoas, Uberaba e Uberlândia.

O Operador Nacional do Sistema(ONS), responsável pelo sistema elétrico brasileiro, informou que a falta de luz que atingiu partes das regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste, mais os estados de Rondônia e Acre, na noite desta quarta-feira (3), decorreu de um defeito em um equipamento de um transformador da subestação de Foz de Iguaçu.


Apesar desse defeito, o diretor-geral do ONS, Hermes Chipp, afirmou que os equipamentos das subestações estão em perfeitas condições e que as manutenções estão em dia.


"Embora faça manutenção, esses defeitos acontecem. Não são frequentes, mas podem acontecer... Nosso sistema tem mais de 100 mil km de linhas de transmissão. Defeitos em equipamentos podem ocorrer. Não são frequentes, são raros... Em muitos casos, é feita manutenção preventiva, mas às vezes acontece", disse o diretor-geral, em entrevista ao "Bom Dia Brasil".


Na noite de quarta-feira (3), as operadoras de energia das regiões atingidas foram orientadas a desligar parte do fornecimento à população. O problema foi detectado às 20h56 e, de acordo com o ONS, o sistema começou a retomar o trabalho normal por volta das 21h22.


O ONS informou ainda que a falta de energia que cancelou o jogo entre Brasil e Argentina, que seria realizado na cidade de Resistência, na noite desta quarta, não teve nenhuma relação com a falha na subestação de Furnas.



Rio de Janeiro


No Rio de Janeiro faltou luz na região leste e oeste do estado. De acordo com a Light, a queda de energia afetou as subestações de Cascadura, Higienópolis, Guadalupe, Penha e Rocha Miranda, no subúrbio, e Nova Iguaçu, Seropédica e Itaguaí, na Baixada Fluminense.


Em Niterói e São Gonçalo, também houve falta de luz. De acordo com a Ampla, responsável pelo fornecimento de luz na região, a energia já foi normalizada.



Paraná


Houve falta de energia no Paraná, onde quase 115 mil pessoas foram afetadas. Faltou fornecimento em Curitiba, região metropolitana e no litoral. Nas unidades que sofreram primeiro o corte, o tempo sem energia foi de 31 minutos. Às 21h40, técnicos da Copel foram autorizados a religar todo o sistema de fornecimento.



Minas Gerais


Em Minas Gerais, 21 cidades ficaram sem o serviço. De acordo com a Cemig, foi registrada falta de energia nas cidades de Arapoã, Araxá, Belo Horizonte, Bonsucesso, Carmo do Paranaíba, Caxambu, Lavras, Malacacheta, Nova Lima, Novo Cruzeiro, Passos, Patos de Minas, Pintópolis, Poté, Ribeirão das Neves, Rio Paranaíba, São Francisco, Santo Antônio do Amparo, Sete Lagoas, Uberaba e Uberlândia.

 



Fonte: G1
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar