acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Combustível

Manguinhos aguarda alvará para produzir biodiesel

12/01/2007 | 00h00

 

Com início das operações previsto para a primeira quinzena de dezembro, a Refinaria de Manguinhos ainda não deu partida à produção de biodiesel. A empresa não comenta o assunto, mas informações dão conta de que o atraso estaria relacionado à emissão de alvará pela Prefeitura do Rio de Janeiro. A refinaria está sem atividade de refino desde agosto de 2005, por conta da escalada do preço do petróleo no mercado internacional, e está operando apenas como distribuidora de combustíveis.

A Prefeitura afirma que a emissão de alvará é procedimento de trâmite rápido, que não ultrapassa 30 dias. Os atrasos ocorrem, normalmente, por falha na entrega dos documentos exigidos. A área que abrigará a unidade produtiva foi arrendada pelo grupo paulista Ponte di Ferro, que ficará responsável pela comercialização do produto. A empresa participou do quarto leilão de venda de biodisel, organizado em julho pela Agência Nacional de Petróleo (ANP).

Na quinta-feira, durante debate na Sala de Monitoramento do Biodiesel, a presidente da BR Distribuidora, Maria das Graças Foster, criticou a morosidade do processo. Segundo ela, a refinaria de Manguinhos tem localização privilegiada, entre os maiores centros consumidores do produto Rio e São Paulo, e por isso deveria poder operar.

Fontes ligadas ao assunto dizem que a empresa tenta atender às exigências da Prefeitura e que estima o início das operações na próxima semana.



Fonte: Jornal do Commercio
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar