acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Qualificação

Maersk realiza seminário sobre boas práticas offshore, no RJ

05/10/2012 | 15h42

 

A Maersk Training Brasil, "braço" da empresa especializado em prover treinamentos para profissionais do ramo de navegação e produção de óleo e gás, realizou nesta sexta-feira (5) o "1° Seminário de Boas Práticas Offshore e Cabos de aço", que aconteceu no Rio de Janeiro, na Barra da Tijuca.
Dentre os assuntos discutidos estavam: Medição de atmosfera em tanques e espaços confidados, Inspeção de cabos de aço, Procedimentos durante trabalho no convés e Permissão de Trabalho.O evento é voltado para departamentos operacionais, de treinamento, saúde e segurança assim como gerentes de contrato que desejam aumentar seu conhecimento sobre as operações a bordo.
"Desde 2008 abrimos treinamentos para outras empresas fora do grupo", afirma Alex Albuquerque, gerente comercial da Maersk Training Brasil. Os cursos oferecidos são classificados pela DNV, e "94% deles são considerados excelentes", segundo Albuquerque.
Participaram profissionais de grandes empresas como Statoil, Transocean e Odebrecht OG, além de representates de instituições como PUC-Rio e Senai.
"Essa é uma boa oportunidade para conhecer soluções para equipamentos e adquirir mais informações para identificar riscos", afirmou Bruno Prezotto, supervisor de Operações da base de apoio logístico offshore da Statoil.
"Esse tipo de troca é positiva e importante para acrescentar conhecimentos para mão de obra devido ao alto risco envolvido nas atividades. Também podemos avaliar a qualidade do curso e sugerir para outros setores de nossa empresa", disse Alberto Rispoli, gerente da Área Marítima da Transocean.
Além de treinamentos para profissionais, a empresa oferece cursos para pessoal que quer começar no ramo marítimo e petróleo e gás.
Um dos principais investimentos da empresa é em simuladores. O centro de treinamento possui um dos únicos simuladores do mundo para âncora torpedo. "Este é um de nossos grandes diferenciais. Esta tecnologia foi uma criação da Petrobras, e começou a ser utilizado na P-50", diz Albuquerque. Segundo ele, até abril de 2013 a empresa terá um simulador de perfuração, certificado pelo International Well Control Forum (IWCF). "Este será um dos mais modernos, e no início do ano que vem teremos todos os cursos disponíveis", conclui.

A Maersk Training Brasil, "braço" da empresa especializado em prover treinamentos para profissionais do ramo de navegação e produção de óleo e gás, realizou nesta sexta-feira (5) o "1° Seminário de Boas Práticas Offshore e Cabos de aço", que aconteceu no Rio de Janeiro, na Barra da Tijuca, ministrado pela instrutora marítima Keila Torres.


Dentre os assuntos discutidos estavam: Medição de atmosfera em tanques e espaços confidados, Inspeção de cabos de aço, Procedimentos durante trabalho no convés e Permissão de Trabalho.


"Desde 2008 abrimos treinamentos para outras empresas fora do grupo", afirma Alex Albuquerque, gerente Comercial da Maersk Training Brasil. "A empresa é auditada e classificada pela DNV, onde temos o orgulho de ter o recebido o DNV Seaskill Award por excelência com a marca de 94%", completa.


Participaram profissionais de grandes empresas como Statoil, Transocean e Odebrecht OG, além de representates de instituições como PUC-Rio e Senai.


"Essa é uma boa oportunidade para conhecer soluções para equipamentos e adquirir mais informações para identificar riscos", afirmou Bruno Prezotto, supervisor de Operações da base de apoio logístico offshore da Statoil.


"Esse tipo de troca é positiva e importante para acrescentar conhecimentos para mão de obra devido ao alto risco envolvido nas atividades. Também podemos avaliar a qualidade do curso e sugerir para outros setores de nossa empresa", disse Alberto Rispoli, gerente da Área Marítima da Transocean.


Além de treinamentos para profissionais, a empresa oferece cursos para pessoal que quer começar no ramo marítimo e petróleo e gás.


Um dos principais investimentos da empresa é em simuladores. O centro de treinamento possui um dos únicos simuladores do mundo que podem recriar operações com Âncoras Torpedo. "Este é um de nossos grandes diferenciais. A Âncora torpedo foi uma criação da Petrobras, e tornou possível a exploração em águas super profundas. Um exemplo memorável foi o hook up da famosa P-50 onde Âncoras torpedos permitiram a Ancoragem dessa unidade", diz Albuquerque. Segundo ele, até abril de 2013 a empresa terá um simulador de perfuração, certificado pelo International Well Control Forum (IWCF). "Este será um dos mais modernos disponíveis no Brasil, e no início do ano que vem esperamos ter todos os cursos disponíveis", conclui.

 

 

O texto foi alterado para correção de informações às 9h52 do dia 08/10.



Fonte: Redação TN
Autor: Karolyna Gomes
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar