acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
Comperj

Lula lança pedra fundamental do complexo petroquímico

14/06/2006 | 00h00

O presidente Luís Inácio Lula da Silva, participou da cerinômia de lançamento da pedra fundamental do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj), realizado nesta quarta-feira (14/06), no Clube Mauá, no Rio de Janeiro. Antes da solenidade, o presidente visitou a Fazenda Macacu, em Itaboraí (RJ), onde será construída a unidade principal do complexo.

O terreno acaba de ser adquirido pela Petrobras e ainda não sofreu qualquer beneficiamento. Em seu discurso, Lula, ressaltou que os efeitos do Comperj só serão percebidos pela população local nos próximos cinco ou seis anos, quando o pólo estiver funcionando efetivamente.

O presidente Lula agradeceu aos parceiros - Petrobras, Grupo Ultra e Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) - pelo empreendimento e prenunciou uma revolução de desenvolvimento no local, considerando o volume de empregos que serão gerados e a unidade de capacitação de empresas e de recursos humanos que será criada em São Gonçalo, em função ao Comperj: o Centro de Inteligência em São Gonçalo (CISG)

A prefeita de São Gonçalo, Aparecida Panisset (PFL-RJ), elogiou o presidente Lula reiteradamente e agradeceu as concessões de Brasília ao município, que é o segundo maior colégio eleitoral do estado do Rio de Janeiro. O secretário de Energia, Indústria Naval e do Petróleo, Wagner Victer, se emocionou em seu discurso, agradeceu a Petrobras pela realização do empreendimento e afirmou que o estado do Rio se compromete a trabalhar o máximo possível para, inclusive, antecipar a implantação do complexo.


Unidades integradas:

O Comperj será composto de duas unidades, além do Centro de Inteligência de São Gonçalo (CISG), que é voltado para a capacitação de pessoal nas fases de contrução, montagem, operação e manutenção do pólo petróquímico. A unidade principal é a Unidade de Petroquímicos Básicos (UPB), que será construída em Itaboraí, e a unidade de apoio é o Centro de Escoamento de Produtos Líquidos, que será construído em São Gonzalo.

O investimento total é de R$ 6,5 bilhões. Na UPB serão processados 150 mil barris de petróleo pesado por dia para a produção de insumos petroquímicos. O centro de escoamento tem o objetivo de otimizar o transporte dos produtos entre Itaboraí e os terminais de carregamento na Baía de Guanabara.

Segundo estimativas da Petrobras, o projeto de Comperj vai gerar mais de 200 mil empregos apenas durante a obra, além de outros 50 mil para operação. O Centro de Inteligência de São Gonçalo terá capacidade de formar 25 mil profissionais de diversos níveis, segundo informa a assessoria da prefeitura de São Gonçalo.



Fonte:
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar