acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Resultado

Lucro da Ultrapar cresce 74% em 2010

24/02/2011 | 10h24

A maior atividade econômica aqueceu as vendas de combustíveis e ajudou a Ultrapar a encerrar 2010 com receita líquida 18% maior, de R$ 42,48 bilhões. A companhia registrou lucro líquido de R$ 765 milhões, com elevação de 74% sobre o ano anterior. O lucro antes de juros, impostos, depreciações, amortizações e participações (Ebitda, na sigla em inglês) cresceu 24%, alcançando R$ 1,776 bilhão.

 


No quarto trimestre, o faturamento líquido teve alta de 8%, para R$ 11,255 bilhões. O lucro líquido no período subiu 81%, para R$ 247 milhões, enquanto o Ebitda avançou 14%, para R$ 465 milhões.


A distribuidora de gás Ultragaz apresentou crescimento de 1% no volume vendido no segmento envasado e de 2% no segmento granel no trimestre, reflexo da maior atividade econômica. A receita líquida avançou 4%, para R$ 922 milhões no trimestre, e cresceu 6% no ano, somando R$ 3,66 bilhões.


A distribuidora de combustíveis Ipiranga vendeu volume 6% maior no quarto trimestre, beneficiada pelo crescimento econômico e pelo aumento da frota de veículos. A elevação da receita líquida foi de 9% sobre 2009, atingindo R$ 9,755 bilhões. Em todo o ano passado, a alta de vendas em volume foi de 17% - influenciada também pela adição das operações da Texaco, consolidadas nas contas a partir do segundo trimestre de 2009. A receita líquida somou R$ 36,48 bilhões, alta de 20%.


A Oxiteno viu o volume vendido diminuir 6% no trimestre, devido em parte à parada para manutenção da planta de Camaçari. Apesar disso, a receita avançou 4%, para R$ 524 milhões, graças à recuperação do preço em dólares dos produtos químicos produzidos pela empresa. No ano de 2010, o volume de vendas da indústria subiu 8% e a receita líquida cresceu 9%, para R$ 2,08 bilhões.


A unidade de logística Ultracargo ampliou em 24% a armazenagem média em relação ao quarto trimestre de 2009, em função da consolidação do terminal adquirido em Suape e da maior atividade em Santos e Aratu. A ocupação média dos terminais da unidade cresceu 20% no ano passado.


Fonte: Valor Econômico
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar