acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Petroquímica

Lucro da PQU cresce 215% e chega a R$ 80,1 milhões

16/08/2004 | 00h00

O resultado operacional da Petroquímica União no primeiro semestre de 2004 já superou em 7,67% o lucro apurado em todo 2003. No ano passado, a empresa obteve lucro líquido de R$ 74,3 milhões. Este ano, de janeiro a junho, a cifra já chegou a R$ 80,1 milhões. Em comparação com o primeiro semestre do ano anterior o aumento de 215%.
O diretor financeiro e de relações com os investidores da empresa, Fernando Raul Mieli, atribui o resultado à elevação da cotação no mercado internacional de diversos produtos químicos derivados de petróleo, em especial da nafta petroquímica, que teve reflexo nos preços internos e ao maior preço médio de venda dos produtos.
De acordo com o executivo, a retomada da atividade econômico, com efeitos no aumento da capacidade instalada das indústrias e na boa performance das exportações, contribuiu para o bom desempenho da PQU. "Vários segmentos consumidores de produtos petroquímicos, como embalagens, automobilístico e bens duráveis, estão operando com níveis mais elevados de produção. Especificamente, o setor de transformação de plástico (segunda geração) apresentou um crescimento de 21% nas vendas no semestre, em comparação a igual período de 2003", destacou.
No acumulado dos primeiros seis meses do ano, a PQU obteve um faturamento bruto de R$ 1,6 bilhão e receita líquida de impostos de R$ 1,1 bilhão, respectivamente 9% e 5,2%  acima do registrado em igual período do ano anterior. O lucro operacional - antes dos efeitos inflacionários e despesas financeiras líquidas - foi de R$ 130,7 milhões. A geração operacional de caixa (Ebitda) foi de R$ 157,6 milhões, 145% mais em relação ao montante apurado nos primeiros seis meses do ano passado. No semestre, os pagamentos a acionistas totalizaram R$ 31,9 milhões de juros sobre o capital próprio (líquido de impostos) e R$ 22,4 milhões correspondentes a parte dos dividendos.
A PQU comercializou 754 mil toneladas de produtos petroquímicos básicos - 7,9% superior em relação a igual período de 2003 - e um volume de 118,7 milhões de litros de gasolina A. As vendas de GLP atingiram, no período, 29 mil toneladas.
O fator de utilização da planta - calculado com base no processamento das unidades deolefinas e reforma catalítica, alcançou em junho, o percentual de 98,6%. Com relação aos investimentos, eles estiveram focados em manutenção imobilizada, totalizando R$ 31,9 milhões de janeiro a junho.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar