acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Recorde nos EUA

Lucro da ExxonMobil vai a US$ 39,5 bi

01/02/2007 | 00h00


A gigante petroleira norte-americana ExxonMobil anunciou nesta quinta-feira um aumento de 9% no lucro líquido, que foi a US$ 39,5 bilhões, o maior ganho anual de uma empresa da história dos EUA. A expansão no ano foi causada pelos preços mais altos na venda de seus produtos na primeira metade de 2006.

O resultado foi obtido apesar de uma queda de 4% em seu lucro líquido no quarto trimestre de 2006, para US$ 10,25 bilhões. Essa é a primeira vez em três anos que a empresa, a maior do setor no mundo, não registra aumento nos ganhos no período.

O faturamento da companhia no ano passado subiu para US$ 377,6 bilhões, contra os US$ 286 bilhões registrados no ano anterior.

O aumento nos preços do petróleo, que atingiram níveis recordes durante o conflito entre israelenses e o Hezbollah, no Líbano no segundo trimestre, não se sustentou ao fim dos combates e voltou a cair. Isso motivou a queda no lucro da Exxon no último trimestre, quando o petróleo voltou a níveis mais baixos.

"Os lucros de 2006, excluindo itens especiais, atingiram o recorde de US$ 30,09 bilhões, fruto dos sólidos resultados em todos os segmentos de nosso negócio. A ExxonMobil continuou a alavancar a diversidade de sua base global de recursos para levar mais petróleo cru e gás natural ao mercado", disse o presidente da empresa, Rex Tillerson.

"Em 2006, os gastos com capital e projetos de exploração somaram US$ 19,9 bilhões, um aumento de 12% ante 2005. Os resultados de nosso plano de investimentos de longo prazo nos deram um adicional de 172 mil barris de equivalente de petróleo (BOE) por dia em nossa produção, um aumento de 4% em relação a 2005", completou.

A empresa anunciou ter distribuído um total de US$ 32,6 bilhões a seus acionistas através do pagamento de dividendos e de recompras de ação, 42% a mais que os US$ 9,4 bilhões distribuídos em 2005.

Segundo a ExxonMobil, a queda nas margens de lucro com refino e a queda no preço do gás natural foram compensados pelo preço do petróleo e pela melhora nas margens com produtos químicos.



Fonte: Valor online
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar