acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

Lord cria Centro de Engenharia de Aplicação em SP

23/08/2012 | 10h51

 

Referência global em adesivos estruturais, coatings e sistemas para controle de vibração e ruído, a Lord decidiu investir no desenvolvimento de um Centro de Engenharia de Aplicação no Brasil. A iniciativa, conta Bruno Fragoso, gerente de desenvolvimento de novos negócios e engenharia de aplicação, tem como objetivo agilizar o atendimento aos setores de óleo e gás e aeronáutico. As instalações serão dentro da própria planta da Lord, hoje em Jundiaí (SP) e, a partir de 2013, em Itupeva (SP).
“Por conta do pré-sal e da demanda aquecida por aviões da Embraer, há volume suficiente de negócios no país que justifique o investimento numa estrutura como essa, capaz de dar suporte local aos diversos projetos que contemplam o uso das nossas soluções mecânicas”, afirma Fragoso.
Ao longo dos próximos anos, a companhia vai investir mais de R$ 1 milhão em equipamentos, softwares e na contratação de engenheiros mecânicos - serão cinco na primeira fase. A empresa mantém centros análogos nos EUA, Suíça e China.
No Brasil, Fragoso cita como exemplos de usos das tecnologias da empresa alguns sistemas de acoplamento das turbinas e conjuntos que amortecem a vibração do painel de controle da aeronave.
“Para as plataformas offshore, fornecemos juntas flexíveis que permitem certa flexibilidade aos dutos rígidos, além de diversos outros dispositivos que controlam a movimentação dos equipamentos provocada pelas ondas do mar”, descreve.
Mais informações em www.lordla.com.br e www.lord.com.

Referência global em adesivos estruturais, coatings e sistemas para controle de vibração e ruído, a Lord decidiu investir no desenvolvimento de um Centro de Engenharia de Aplicação no Brasil. A iniciativa, conta Bruno Fragoso, gerente de desenvolvimento de novos negócios e engenharia de aplicação, tem como objetivo agilizar o atendimento aos setores de óleo e gás e aeronáutico. As instalações serão dentro da própria planta da Lord, hoje em Jundiaí (SP) e, a partir de 2013, em Itupeva (SP).


“Por conta do pré-sal e da demanda aquecida por aviões da Embraer, há volume suficiente de negócios no país que justifique o investimento numa estrutura como essa, capaz de dar suporte local aos diversos projetos que contemplam o uso das nossas soluções mecânicas”, afirma Fragoso.


Ao longo dos próximos anos, a companhia vai investir mais de R$ 1 milhão em equipamentos, softwares e na contratação de engenheiros mecânicos - serão cinco na primeira fase. A empresa mantém centros análogos nos EUA, Suíça e China.


No Brasil, Fragoso cita como exemplos de usos das tecnologias da empresa alguns sistemas de acoplamento das turbinas e conjuntos que amortecem a vibração do painel de controle da aeronave.


“Para as plataformas offshore, fornecemos juntas flexíveis que permitem certa flexibilidade aos dutos rígidos, além de diversos outros dispositivos que controlam a movimentação dos equipamentos provocada pelas ondas do mar”, descreve.


Mais informações em www.lordla.com.br e www.lord.com.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar