acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energia

Lobão critica demora no licenciamento de hidrelétricas

18/12/2009 | 10h48
O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, voltou a criticar a área ambiental do governo. Ao falar sobre a demora no licenciamento de usinas hidrelétricas, Lobão disse que o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) precisa atuar a serviço do interesse nacional. "Se as exigências do Ibama foram além das fronteiras do razoável, e não estou dizendo que estão indo nesse sentido, mas se forem, então o órgão não está servindo ao interesse nacional", afirmou Lobão, que participou de reunião do Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE).


Lobão disse que vê constantemente críticas ao governo na imprensa por supostamente "estar sujando" a matriz energética brasileira. Segundo ele, o que ocorre é que se não há licença para a construção de hidrelétricas, não há alternativa senão construir usinas térmicas, que são mais poluentes. Na reunião de hoje do CMSE estava previsto que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) entregaria o seu relatório final sobre o blecaute que atingiu 18 Estados do País no dia 10 de novembro. Porém, a Aneel pediu mais tempo, cerca de 15 a 20 dias, segundo Lobão, para apresentar o documento.


Lobão afirmou também que "é provável" que o governo promova em 2010 outro leilão de energia eólica. Ele ressaltou, no entanto, que ainda não há uma decisão nesse sentido. Lobão comemorou o resultado do leilão de energia eólica realizado na última segunda-feira. "Foi um sucesso imenso. Negociamos 1,8 mil megawatts de energia eólica. Vamos instalar parques no País todo", afirmou.


Fonte: Agência Estado
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar