acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

LLX tem prejuízo de R$ 6,9 milhões no 2º trimestre

14/08/2012 | 12h34

 

A LLX informou que registrou um prejuízo líquido de R$ 6,9 milhões no segundo trimestre de 2012, redução de 54,9% na comparação com o prejuízo de R$ 15,3 milhões em igual período do ano anterior.
A companhia de logística do empresário Eike Batista teve um aumento das despesas financeiras devido a maior endividamento referente à contratação de empréstimo ponte junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) que elevou o endividamento de R$ 854,7 milhões no segundo trimestre de 2011 para R$ 1,18 bilhão no período analisado, 2T12, informou a companhia.
A receita operacional líquida totalizou R$ 17,8 milhões no período, forte alta sobre os R$ 909 mil registrados no segundo trimestre do ano anterior.
No final de julho, a LLX informou que seu acionista controlador pretende realizar oferta pública de aquisição das ações da companhia, e cancelar registro de companhia aberta junto à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

A LLX informou que registrou um prejuízo líquido de R$ 6,9 milhões no segundo trimestre de 2012, redução de 54,9% na comparação com o prejuízo de R$ 15,3 milhões em igual período do ano anterior.


A companhia de logística do empresário Eike Batista teve um aumento das despesas financeiras devido a maior endividamento referente à contratação de empréstimo ponte junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) que elevou o endividamento de R$ 854,7 milhões no segundo trimestre de 2011 para R$ 1,18 bilhão no período analisado, 2T12, informou a companhia.


A receita operacional líquida totalizou R$ 17,8 milhões no período, forte alta sobre os R$ 909 mil registrados no segundo trimestre do ano anterior.


No final de julho, a LLX informou que seu acionista controlador pretende realizar oferta pública de aquisição das ações da companhia, e cancelar registro de companhia aberta junto à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

 



Fonte: G1
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar