acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
P-53

Licitação paralisada por liminar

28/09/2004 | 00h00

O processo de licitação da plataforma P-53 foi paralisado por uma liminar concedida à empresa Marítima, que teve sua proposta técnica desclassificada para o contrato de conversão e construção da plataforma. "A liminar foi concedida no dia 2 de setembro e a Petrobras já está recorrendo da decisão", informou o diretor de Exploração e Produção, Guilherme Estrella.
As empresas que continuam na disputa do contrato são o estaleiro Mauá-Jurong e os consórcios Queiróz Galvão/Ultratec e Camargo Correa/Andrade Gutierrez. As propostas comerciais ainda não foram abertas e o conteúdo nacional mínimo exigido é de 65%. Fazem parte das  exigências da licitação a execução, no Brasil, da engenharia de detalhamento, da construção e montagem dos módulos da planta de processo e integração do casco, módulos da planta, módulos de geração de energia elétrica e módulos de compressão de gás.
A P-53 será utilizada no campo de Marlim Leste, na Bacia de Campos, e tem capacidade de produção de 180 mil barris por dia.
O diretor Estrella informou sobre a plataforma durante a cerimônia de encaminhamento da P-43 ao campo de Barracuda, na Bacia de Campos. A solenidade foi realizada nesta terça-feira (28/09) no estaleiro Mauá-Jurong, onde foram finalizadas as obras de integração de módulos. A plataforma vai para Barracuda no dia nove de outubro.



Fonte:
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar