acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

Leme Engenharia assina contrato para sistema de transmissão no Paraguai

04/02/2013 | 10h48

 

Com forte atuação no setor de energia, a Leme Engenharia - uma das principais empresas de engenharia consultiva do Brasil e da América Latina - assinou na sexta-feira, 1º de fevereiro, um novo contrato com a Administración Nacional de Electricidade do Paraguai (ANDE), para o desenvolvimento do projeto básico do sistema de transmissão de 500 kV que irá conectar a UHE Yaciretá à subestação (SE) Villa Hayes, passando pela SE de Ayolas.
Com quase 50 anos de experiência e presente nos principais projetos do setor elétrico brasileiro, a companhia está ampliando sua participação em estudos, projetos e serviços de  engenharia para grandes empreendimentos na América Latina, onde o mercado vem demonstrando crescente aquecimento. Atualmente, os principais países de atuação da empresa são Chile, Equador, Panamá e Peru, onde está estabelecido, desde o 2º semestre de 2012, o mais novo escritório da empresa fora do país. O objetivo é que, até 2015, cerca de 30% do faturamento da empresa venha de projetos no exterior.
A Leme Engenharia desenvolve projetos e gerencia obras de médio e grande porte, atuando desde a fase de estudo de viabilidade até sua implantação final. Flavio Campos, presidente da companhia ressalta que, apesar de os estudos ambientais e de engenharia em geral das obras terem um peso pequeno no valor total dos empreendimentos (entre 1% a 3%, em média), um bom projeto básico ajuda a reduzir custos e otimizar a obra no futuro.
O contrato assinado com a ANDE prevê o envolvimento de, ao menos, 25 profissionais da Leme Engenharia até outubro deste ano e contempla os serviços de estudo do sistema elétrico paraguaio para inserção do novo sistema; projeto básico e caracterização da linha de transmissão, projeto básico e caracterização das subestações, além de topografia, sondagem e estudos ambientais.
O Paraguai possui duas usinas hidrelétricas binacionais: Itaipu com o Brasil e Yaciretá com a Argentina. A conexão da UHE de Itaipu à SE Villa Hayes, localizada nos arredores de Assunção, é feita através do sistema de transmissão de 500 kV Itaipu MD-Villa Hayes, que tem projeto e supervisão também da Leme.
De acordo com Campos, o Paraguai vem atravessando uma pujante fase de crescimento econômico a uma taxa bem superior à média dos demais países da América Latina. “Isso vem exigindo a execução urgente de projetos de transmissão de energia. Juntos, estes projetos que estão sendo desenvolvidos pela Leme possuem importância estratégica, social e econômica para aquele país”, destacou.
A cerimônia de assinatura do contrato foi realizada em Assunção, no Paraguai e contou com a participação de Flavio Campos, presidente da Leme Engenharia, além do presidente da ANDE, Carlos Heisele.

Com forte atuação no setor de energia, a Leme Engenharia - uma das principais empresas de engenharia consultiva do Brasil e da América Latina - assinou na sexta-feira, 1º de fevereiro, um novo contrato com a Administración Nacional de Electricidade do Paraguai (ANDE), para o desenvolvimento do projeto básico do sistema de transmissão de 500 kV que irá conectar a UHE Yaciretá à subestação (SE) Villa Hayes, passando pela SE de Ayolas.


Com quase 50 anos de experiência e presente nos principais projetos do setor elétrico brasileiro, a companhia está ampliando sua participação em estudos, projetos e serviços de  engenharia para grandes empreendimentos na América Latina, onde o mercado vem demonstrando crescente aquecimento. Atualmente, os principais países de atuação da empresa são Chile, Equador, Panamá e Peru, onde está estabelecido, desde o 2º semestre de 2012, o mais novo escritório da empresa fora do país. O objetivo é que, até 2015, cerca de 30% do faturamento da empresa venha de projetos no exterior.


A Leme Engenharia desenvolve projetos e gerencia obras de médio e grande porte, atuando desde a fase de estudo de viabilidade até sua implantação final. Flavio Campos, presidente da companhia ressalta que, apesar de os estudos ambientais e de engenharia em geral das obras terem um peso pequeno no valor total dos empreendimentos (entre 1% a 3%, em média), um bom projeto básico ajuda a reduzir custos e otimizar a obra no futuro.


O contrato assinado com a ANDE prevê o envolvimento de, ao menos, 25 profissionais da Leme Engenharia até outubro deste ano e contempla os serviços de estudo do sistema elétrico paraguaio para inserção do novo sistema; projeto básico e caracterização da linha de transmissão, projeto básico e caracterização das subestações, além de topografia, sondagem e estudos ambientais.


O Paraguai possui duas usinas hidrelétricas binacionais: Itaipu com o Brasil e Yaciretá com a Argentina. A conexão da UHE de Itaipu à SE Villa Hayes, localizada nos arredores de Assunção, é feita através do sistema de transmissão de 500 kV Itaipu MD-Villa Hayes, que tem projeto e supervisão também da Leme.


De acordo com Campos, o Paraguai vem atravessando uma pujante fase de crescimento econômico a uma taxa bem superior à média dos demais países da América Latina. “Isso vem exigindo a execução urgente de projetos de transmissão de energia. Juntos, estes projetos que estão sendo desenvolvidos pela Leme possuem importância estratégica, social e econômica para aquele país”, destacou.


A cerimônia de assinatura do contrato foi realizada em Assunção, no Paraguai e contou com a participação de Flavio Campos, presidente da Leme Engenharia, além do presidente da ANDE, Carlos Heisele.

 



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar