acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Avaliação

Leilões de Reserva e (A-3) iniciam nova etapa da energia eólica no país, avalia ABEEólica

24/08/2010 | 17h43
A ABEEólica (Associação Brasileira de Energia Eólica) avalia que os leilões de reserva e A3 que acontecerão nesta quarta e quinta-feira, 25 e 26 de agosto, representarão o início de nova etapa de consolidação da indústria no país. Para o leilão de reserva, o Leilão  nº 05/2010, foram habilitados 316 projetos eólicos, num total de 8.202 MW. Já no Leilão A-3, o Leilão nº07/2010, foram 320 projetos eólicos, com 8.304 MW. Esta data de realização permitiu que os certames ocorram alguns dias antes do país realizar a sua primeira edição internacional de congresso e feira do setor. Os principais participantes da indústria eólica do mundo estarão no Rio de Janeiro de 31 de agosto a 2 de setembro, no Brazil Windpower 2010, uma grande conferência de negócios do segmento, com mais de 50 expositores de diversos países.

 

Para a entidade, o preço da energia nos leilões de eólica de R$ 167,00/MWh está no limite da competitividade atual do segmento. Na  opinião da ABEEólica, para que haja uma tarifa mais competitiva, é necessário um regime tributário específico e que seja realizado, anualmente, um leilão exclusivo para a fonte eólica com contratação média de 2.000 MW, durante 10 anos. Isso fará com que a base industrial cresça e o preço fique mais competitivo, como já aconteceu em outras indústrias como microinformática e a automobilística.

 

Os empreendedores habilitados tecnicamente pela Empresa de Pesquisa Energética ,(EPE), tiveram que efetuar, nos dias 12 e 13 de Agosto, o depósito das garantias de participação junto à Câmara de Comercialização de Energia Elétrica – CCEE, a fim de confirmar presença nos Leilões.

 

Conforme a EPE, os dois leilões guardam características específicas. O Leilão de Reserva tem como objetivo contratar energia além daquela necessária para atender à demanda dos consumidores, isto é, assegurar a segurança e a garantia de fornecimento de energia elétrica no país no momento de aumento de demanda. E, adicionalmente, contribuir para auxiliar na recuperação do nível dos reservatórios hidráulicos nos momentos de baixa demanda de consumo elétrico.

 

Já a energia adquirida no Leilão de A-3 é destinada especificamente ao suprimento da demanda de mercado indicada pelas distribuidoras de eletricidade, conforme as programações fornecidas por estas últimas à EPE e em concordância com o PDE – Plano de Desenvolvimento Energético para o período de 2010 a 2019.

 

Os empreendimentos a serem contratados no Leilão de A-3 entrarão em operação em 31 de janeiro de 2013, enquanto os projetos que forem contratados no Leilão de Reserva terão que iniciar a geração em setembro de 2013.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar