acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Campo de Frade

Justiça nega pedido da ANP para evitar suspensão da Transocean

12/09/2012 | 14h59

 

O presidente da Transocean disse nesta quarta-feira (12) que a Justiça no Brasil negou pedido da Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP) para derrubar liminar que pede a suspensão das atividades da empresa no Brasil.
No dia 28 de agosto o Tribunal Regional Federal manteve a decisão judicial de suspender as operações da companhia petrolífera Chevron e da operadora de sondas Transocean no país.
Um painel de três juízes federais confirmou uma liminar proibindo que as duas companhias atuem em território brasileiro enquanto ainda respondem processo por vazamento de petróleo no campo de Frade, em novembro do ano passado.
Em uma decisão que também pode afetar a estatal Petrobras, os juízes disseram que a Chevron e a Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP) não conseguiram impedir o vazamento no ano passado na bacia de Campos.

O presidente da Transocean disse nesta quarta-feira (12) que a Justiça no Brasil negou pedido da Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP) para derrubar liminar que pede a suspensão das atividades da empresa no Brasil.


No dia 28 de agosto o Tribunal Regional Federal manteve a decisão judicial de suspender as operações da companhia petrolífera Chevron e da operadora de sondas Transocean no país.


Um painel de três juízes federais confirmou uma liminar proibindo que as duas companhias atuem em território brasileiro enquanto ainda respondem processo por vazamento de petróleo no campo de Frade, em novembro do ano passado.


Em uma decisão que também pode afetar a estatal Petrobras, os juízes disseram que a Chevron e a Agência Nacional do Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP) não conseguiram impedir o vazamento no ano passado na bacia de Campos.

 



Fonte: Agência Reuters
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar