acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Internacional

Japão vai ouvir população sobre uso da energia nuclear no país

13/08/2012 | 10h05

 

Japão vai ouvir população sobre uso da energia nuclear no país
13/08/2012 - 9h43
Internacional
Renata Giraldi*
Repórter da Agência Brasil
Brasília – As autoridades do Japão vão ouvir a população sobre o uso da energia nuclear no país. A ideia é englobar todas propostas e concluir uma análise até o fim deste mês. Mais de 80 mil sugestões já foram encaminhadas. O ministro de Política Econômica e Fiscal do Japão, Motohisa Furukawa, disse que os especialistas vão estudar a maneira apropriada de executar as propostas.
Desde 11 de março de 2011, quando houve um terremoto seguido por tsunami no Japão, que levou a acidentes radioativos na Usina Nuclear de Fukushima Daiichi, no Nordeste do país, os japoneses passaram a priorizar o tema. A área de Fukushima sofre até hoje com as consequências dos acidentes na região.
Muitos moradores permanecem morando de forma improvisada, as crianças usam um dispositivo para monitorar a quantidade de radiação existente no ar e o consumo e a produção de alimentos foram suspensos na região.
A sequência de tremores de terra e o tsunami levaram às explosões e aos vazamentos em Fukushima. As autoridades identificaram uma elevada quantidade de radiação na região e recomendaram a retirada das pessoas da área.
A comissão de especialistas deverá concluir a análise das propostas da população até o fim de agosto.

As autoridades do Japão vão ouvir a população sobre o uso da energia nuclear no país. A ideia é englobar todas propostas e concluir uma análise até o fim deste mês. Mais de 80 mil sugestões já foram encaminhadas. O ministro de Política Econômica e Fiscal do Japão, Motohisa Furukawa, disse que os especialistas vão estudar a maneira apropriada de executar as propostas.


Desde 11 de março de 2011, quando houve um terremoto seguido por tsunami no Japão, que levou a acidentes radioativos na Usina Nuclear de Fukushima Daiichi, no Nordeste do país, os japoneses passaram a priorizar o tema. A área de Fukushima sofre até hoje com as consequências dos acidentes na região.


Muitos moradores permanecem morando de forma improvisada, as crianças usam um dispositivo para monitorar a quantidade de radiação existente no ar e o consumo e a produção de alimentos foram suspensos na região.


A sequência de tremores de terra e o tsunami levaram às explosões e aos vazamentos em Fukushima. As autoridades identificaram uma elevada quantidade de radiação na região e recomendaram a retirada das pessoas da área.


A comissão de especialistas deverá concluir a análise das propostas da população até o fim de agosto.

 



Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar