acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Rio de Janeiro

Itaboraí e Maricá ganharão investimentos de R$ 410 milhões por compensações pelo Comperj

30/03/2012 | 16h45
A Petrobras assinou hoje (30) com a Secretaria Estadual do Ambiente três convênios para investir R$ 410 milhões em dois projetos de saneamento e na construção de uma barragem na região do Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro (Comperj). As obras são usadas como compensação pelo conjunto de refinarias, que está sendo construído em Itaboraí, no Grande Rio.

O projeto mais caro, de R$ 250 milhões, prevê a construção de uma barragem no Rio Macacu, que deve aumentar em 70% o aproveitamento de água e evitar inundações na época de cheias.

Outro projeto, de R$ 100 milhões, prevê a construção de uma rede de coleta de esgotos e uma estação de tratamento para o município de Itaboraí, que devem aumentar a cobertura do serviço na cidade de 15% para 50% da população, de acordo com a secretaria.

O terceiro projeto prevê a implantação da primeira rede de esgotos do município de Maricá, que deve atender 70% dos habitantes. Além disso, será construída uma estação de tratamento e um emissário submarino, para jogar a água tratada no oceano. As obras receberão R$ 60 milhões da Petrobras e mais R$ 33 milhões do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Para o secretário do Ambiente do Rio, Carlos Minc, os projetos vão representar um ganho para os municípios atendidos. “Maricá, que hoje tem zero de saneamento, vai ter 70%. Significa a recuperação da lagoa, porque hoje todo o esgoto de Maricá vai para a lagoa. Em Itaboraí, significa a incorporação de mais milhares de pessoas ao [serviço de] saneamento”, destacou.


Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar