acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Internacional

Irã anuncia construção de usina nuclear com apoio da Rússia

12/08/2013 | 10h25

 

O governo do Irã anunciou que vai construir uma usina nuclear com o apoio da Rússia. O ministro de Assuntos Exteriores, Ali Akbar Salehi, disse ter negociado acordos com as autoridades russas que possibilitarão a construção. Não foram fornecidos, porém, detalhes sobre a usina, quando será construída ou como funcionará.
Atualmente o Irã sofre uma série de limitações, impostas por parte da comunidade internacional, por suspeitas de que o país produza armas nucleares. As autoridades iranianas rebatem as desconfianças, argumentando que a produção é para fins pacíficos. Akbar Salehi ressaltou que a energia nuclear é útil para questões comerciais e reiterou que o uso é “exclusivamente civil”.
No último dia 6, o novo presidente do Irã, Hassan Rohani, propôs um “diálogo construtivo” com o Ocidente para solucionar o contencioso do programa nuclear. Rohani disse que não é “pessimista” sobre a possibilidade de chegar a um acordo, mas insistiu que o Irã não vai desistir do seu direito de desenvolver tecnologia nuclear.
A Agência Internacional de Energia Atômica (Aiea) e autoridades do Irã tentam negociar a inspeção das usinas por peritos internacionais e a verificação do trabalho desenvolvido no programa nuclear iraniano.

O governo do Irã anunciou que vai construir uma usina nuclear com o apoio da Rússia. O ministro de Assuntos Exteriores, Ali Akbar Salehi, disse ter negociado acordos com as autoridades russas que possibilitarão a construção. Não foram fornecidos, porém, detalhes sobre a usina, quando será construída ou como funcionará.


Atualmente o Irã sofre uma série de limitações, impostas por parte da comunidade internacional, por suspeitas de que o país produza armas nucleares. As autoridades iranianas rebatem as desconfianças, argumentando que a produção é para fins pacíficos. Akbar Salehi ressaltou que a energia nuclear é útil para questões comerciais e reiterou que o uso é “exclusivamente civil”.


No último dia 6, o novo presidente do Irã, Hassan Rohani, propôs um “diálogo construtivo” com o Ocidente para solucionar o contencioso do programa nuclear. Rohani disse que não é “pessimista” sobre a possibilidade de chegar a um acordo, mas insistiu que o Irã não vai desistir do seu direito de desenvolver tecnologia nuclear.


A Agência Internacional de Energia Atômica (Aiea) e autoridades do Irã tentam negociar a inspeção das usinas por peritos internacionais e a verificação do trabalho desenvolvido no programa nuclear iraniano.

 



Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar