acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

Investimentos da AES Brasil crescem 61,6% no trimestre

13/05/2011 | 14h24
Os investimentos na melhoria contínua dos serviços e nas operações das empresas da AES Brasil registraram aumento de 61,6%, entre janeiro e março de 2011, na comparação com o primeiro trimestre de 2010, somando R$ 265 milhões este ano. 

 

Em distribuição, o resultado foi o início da operação de sete novas subestações nas duas concessionárias de energia do grupo, manutenção preventiva intensificada, modernização e automação das redes. “Até 2015, serão mais 15 novas subestações: sete na AES Eletropaulo e oito na AES Sul”, diz Britaldo Soares, presidente da AES Brasil. 

 

No primeiro trimestre deste ano, a AES Eletropaulo concluiu duas novas subestações, manteve seu intenso plano de podas, aumentou as equipes que executam esse serviço e ampliou as ações de automação da rede. A AES Sul colocou em operação cinco novas subestações no mesmo período. Juntas, as duas distribuidoras do Grupo receberam 80% do valor investido no trimestre, somando R$ 212 milhões.

 

Outro destaque do período foi o aumento do investimento realizado pela AES Tietê, três vezes mais se comparado com o mesmo trimestre de 2010. A maior parcela dos investimentos foi destinada à modernização das usinas de Nova Avanhadava (347 MW), Ibitinga (132 MW) e Caconde (80 MW). 
 

Os investimentos na AES Atimus tiveram foco no aumento da capacidade e capilaridade da infraestrutura de rede de fibra ótica. A receita líquida da AES Brasil foi de R$ 3,4 bilhões e cresceu 4,6%, em comparação ao primeiro trimestre de 2010. O lucro líquido foi de R$ 489,4 milhões, alta de 4,6%, na mesma comparação. O Ebitda do período foi de R$ 1 bilhão, acréscimo de 0,5%. 
 

Com um montante total de R$ 156,4 milhões, a AES Eletropaulo encerra o primeiro trimestre de 2011 com incremento de 59,2% nos investimentos realizados em ações de manutenção preventiva e contínua da rede, automação e expansão do sistema, em comparação ao apurado entre janeiro e março de 2010. Em abril, foram entregues duas novas subestações com tecnologia de ponta: Germânia e Helena Maria, que, juntas, beneficiam mais de 320 mil pessoas. Até o fim do ano, a empresa planeja investir R$ 720 milhões e até 2015, R$ 3 bilhões.


Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar