acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Latin Upstream

Internacionalização da Ecopetrol depende do concessão de Tucano Sul

17/04/2007 | 00h00

Os planos de produção internacional da Ecopetrol poderão ser adiados, pelo menos no que se refere ao bloco de Tucano Sul, adquirido pela companhia na Oitava Rodada de Licitações da ANP, no ano passado. O geológo de exploração da Ecopetrol Miguel Angel Silva informa que a Ecopetrol pretendia iniciar a produção internacional em 2011, com este campo  mas admite que isso só acontecerá se o contrato for assinado.

O campo de Tucano Sul sofre com o efeito da paralisação da Oitava Rodada em função de liminares. Como ainda não há decisão final sobre a concessão dos blocos leiloados antes da vigência da liminar, a expectativa da Ecopetrol é incerta. Ainda assim, a companhia mantém em seu portifólio apresentado durante a conferência da Latin Upstream nesta terça-feira (17/04) no Rio de Janeiro a expectativa de iniciar a produção internacional em 2011 e chegar a 2015 com uma produção e internacional de 40 mil barris de óleo equivalente por dia.

A Ecopetrol produz cerca de 40% da produção total da Colômbia, que chega a 500 mil barris de óleo equivalente por dia. As expectativas da companhia, no entanto, são de crescimento para atingir as metas do país. Atualmente, a Colômbia tem reservas provadas de 1,751 bilhão de barris de óleo equivalente e planeja chegar a 1,817 bilhão de boe em 2011, com o crescimento da produção a uma taxa anual de 3,7%.

A Ecopetrol também planeja a abertura de 20% de seu capital ainda este ano. O geológo de exploração da Ecopetrol Miguel Angel Silva informou que a abertura será feita inicialmente para instituições cooperativas nacionais, como fundos de pensão e posteriormente para mercados internacionais.

Apesar do revés sofrido na Oitava Rodada, a petroleira comlombiana mantém o interesse em participar na Nona Rodada, afirma o Miguel Silva, que está residente no Brasil justamente para realizar estudos sobre os aspectos geológicos das áreas que serão apresentadas.



Fonte:
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar