acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
Cadeia produtiva do aço inox

Inox 2008 reúne especialistas nacionais e estrangeiros em S. Paulo

17/11/2008 | 11h38

Principal evento brasileiro e da América do Sul a reunir as empresas e profissionais que fazem parte da cadeia produtiva do aço inoxidável, o Inox 2008 aconteceu de 12 a 14 de novembro no Centro de Eventos São Luís, em São Paulo-SP, com recorde de público e de expositores.

 

Realizado de dois em dois anos, a programação do Inox 2008 incorporou a III Feinox 2008 (Feira da Tecnologia de Transformação do Aço Inoxidável), o IX Seminário Brasileiro do Aço Inoxidável e um  Ciclo de Palestras Temáticas.

 

Diretor-executivo do Núcleo Inox (Núcleo de Desenvolvimento Técnico Mercadológico do Aço Inoxidável), que realiza o evento, Arturo Chaoo destacou a ampla programação do encontro, destacando o Ciclo de Palestras Temáticas, que contou com participações de especialistas nacionais e estrangeiros, com apresentações de alto nível e grande volume de informação. “A receptividade das palestras foi muito boa, demonstrando que os temas abordados, como o setor petrolífero, além de estudos e tendências de mercado, são assuntos que interessam à indústria do aço inox”, disse.

 

Na área da feira houve um aumento de aproximadamente 40% em relação a edição de 2006. “Tivemos um número recorde de expositores, representando cerca de 70% do PIB do aço inoxidável”, observou José Roberto Sevieri, presidente do Grupo Cipa, organizador do evento. “Também podemos falar em número recorde de inscritos no Seminário Brasileiro do Aço Inoxidável, mas o que mais chamou a atenção foi a evolução na qualidade dos trabalhos apresentados”, lembrou Chao.

 

José Antônio Nunes, da ArcelorMittal Inox Brasil, participou de todos os seminários organizados pelo Núcleo Inox. Segundo ele, as apresentações demonstraram que os participantes possuem conhecimentos mais aprofundados dos temas. “Os trabalhos demonstram conhecimento detalhado da parte teórica e científica, mas o mais importante é incluírem também a portabilidade para a prática desses estudos”, frisou.

 

Executivo da Schmoltz+BickenBach na França, que  veio ao Brasil para apresentar dois trabalhos, Marc Mantel considerou o nível do seminário muito bom, e chamou a atenção para a grande diversidade de público, entre universitários e representantes de indústrias. “O Brasil tem feito vários investimentos na área de siderurgia, o que reflete na elevação do nível dos trabalhos, que ganharam muito em qualidade”, analisou.

 

O IX Seminário Brasileiro do Aço Inoxidável contou com o apoio científico-tecnológico da Petrobras e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq), da Agência do Ministério da Ciência e Tecnologia. Para a próxima edição, a expectativa é, segundo os promotores, ampliar a área de cobertura do seminário para toda a América Latina.



Fonte: Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar