acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Evento

Iniciadas obras do Campinas-Rio e inaugurada modernização da Replan

15/09/2004 | 00h00

O início das obras de construção do gasoduto Campinas-Rio e a inauguração das novas unidades da Refinaria de Paulínia (Replan) foram marcados pela cerimônia realizada nesta terça-feira (14/09) em Paulínia, com presença do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, do presidente da Petrobras José Eduardo Dutra e de diretores da estatal. O gasoduto é a primeira construção da rede básica de transporte de gás destinada a interligar as regiões Sudeste, Nordeste, Centro e Sul do País. As obras da Replan aumentam a capacidade de processamento da refinaria em 35 mil barris por dia de petróleo nacional e representam uma economia anual para o país de R$270 milhões anuais, segundo cálculos da Petrobras.

Campinas - Rio - Gás para todo o Brasil

O Gasoduto Campinas - Rio integra a Malha de Gasodutos Sudeste, que será conectada à Malha Nordeste, ao Gasoduto Sudeste - Nordeste (Gasene) e às redes de gasodutos já existentes no País. O objerivo é interligar os mercados consumidores aos centros produtores de gás nas Bacias de Campos e de Santos, no Espírito Santo, na região Nordeste e na Bolívia, através do Gasoduto Bolívia - Brasil (Gasbol).
O investimento da Petrobras rede básica de transporte de gás natural será de R$ 9 milhões até 2010, com a ampliação dos atuais 8.860 km de dutos para mais de 13.000 km. Só no Campinas-Rio, o investimento será de R$ 900 milhões e a geração de empregos será de 3 mil empregos diretos.
O duto terá 448 km de extensão e capacidade para transportar 8,6 milhões de metros cúbicos  de gás por dia. Ele ligará a Replan, no município de Paulínia (SP), ao Terminal de Japeri (RJ), passando por 32 municípios (24 no estado de São Paulo e oito no estado do Rio de  Janeiro).A construção estará a cargo do Consórcio CCDL Construções de Dutos Ltda, formado pelas empresas Toyo Engineering Corporation e Construções e Comércio Camargo Correa S.A., tendo como subcontratadas as empresas GDK, Azevedo Travassos e Techint.

Replan - Economia de R$ 270 milhões por ano.

As novas unidades de Hidrotratamento de Diesel e de Coqueamento Retardado da Replan são fruto de um investimento de R$ 1,1 bilhão, que gerou mais de 6 mil empregos diretos durante a construção e movimentou a economia da região, aumentando a arrecadação de impostos federais, estaduais e municipais.
O ojetivo do empreendimento foi adaptar o parque de refino para processar o petróleo nacional e compatibilizar o perfil de consumo das regiões atendidas pela Replan  ao petróleo processado na refinaria, que é do tipo pesado.
A Unidade de Coqueamento Retardado vai permitir a conversão de frações pesadas do petróleo, como o óleo combustível, em derivados de maior valor agregado, como óleo diesel, gasolina e GLP.
Ao aumentar a produção de óleo diesel nacional em 315 mil barris por mês, reduzindo as  importações deste combustível, e diminuir a produção de óleo combustível, derivado menos nobre, essas unidades vão proporcionar uma economia de cerca de R$ 330 milhões anuais. Outro ganho econômico derivará da produção do coque de petróleo, que poderá substituir o carvão nas usinas siderúrgicas, proporcionando ganhos de até R$ 60 milhões por ano.
A obra de modernização e ampliação da refinaria incluiu, também, a construção de unidades auxiliares de Recuperação de Enxofre, Tratamento de Gás Residual e de Águas Ácidas, Incinerador de Amônia, Torre de Água de Resfriamento, além de várias interligações.
Com essas unidades haverá redução significativa das emissões veiculares devido ao fornecimento de diesel com baixo teor de enxofre. Paralelamente, serão reduzidas, também, as emissões da própria refinaria, devido à implantação, com tecnologia de ponta, da Unidade de Recuperação de Enxofre.
O diesel a ser produzido pela Replan terá uma redução de mais de 97% na concentração de enxofre, beneficiando a preservação ambiental das áreas abastecidas por ela nos estados de São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e Distrito Federal.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar