acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Nanotecnologia

Indústria petrolífera aposta na nanotecnologia para suportar demanda.

14/07/2015 | 13h36

A nanotecnologia na industria de combustíveis fósseis não é completamente nova - há mais de quarenta anos ela é utilizada de forma eficiente nos fluídos de perfuração nos poços de petróleo, por exemplo. No entanto, apenas recentemente tem se constatado avanços no uso da nanotecnologia em outras áreas chaves da indústria, como na exploração, monitoramento, refinação e distribuição.

De acordo com a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP), a demanda mundial por energia deve subir cerca de 60% nos próximos 25 anos. O índice de crescimento representa um grande desafio para a indústria de combustíveis fósseis. Para atender a esta demanda, a aposta das grandes companhias é o desenvolvimento e evolução da ciência e da engenharia.

Neste cenário, a nanotecnologia ganha força como uma das principais alternativas para ir além do atual potencial de fornecimento de energia sem deixar de lado a preocupação com as questões ambientais. Por esta razão, a manipulação da matéria numa escala atômica e molecular é apontada como “pedra angular” de toda a energia no futuro, conforme afirma José Vega, articulista no portal venezuelano La Comunidad Petrolera, um dos maiores do segmento na América Latina.

A utilização da nanotecnologia é tida como a solução iminente para resolver problemas críticos enfrentados pela indústria, como com relação a extração em localizações remotas (águas muito profundas), condições adversas (altas temperaturas e pressões) e também em reservatórios pouco convencionais, de areia betuminosa, óleos pesados ou gás apertado.

Em alta não apenas na indústria de combustíveis fósseis mas também em diversas outras que movem a economia nacional e internacional, a nanotecnologia será, pela primeira vez no Brasil, o foco principal de uma grande feira de negócios. Intitulado de Nano TradeShow, o evento está marcado para acontecer entre os dias 13 e 15 de outubro, nos pavilhões do Transamerica Expo Center, na Zona Sul da cidade de São Paulo.

Já em seu ano de estréia, a feira reunirá mais de 70 empresas expositoras ligadas à nanotecnologia e ao seu vasto leque de aplicações, como nas indústrias têxtil, alimentícia, automotiva e, entre outras, na de petróleo e gás. Além da feira, uma conferência sobre nanotecnologia e inovação também será realizada no local. O evento promete reunir especialistas brasileiros e estrangeiros para tratar sobre as últimas novidades e tendências do setor.

A feira conta com o patrocínio do SEBRAE e apoio da ABDI – Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial, ABIPTI – Assoc. Bras. Dos Institutos de Pesquisa Tecnológica e Inovação, IPEN – Instituto e Pesquisas Energéticas e Nucleares, ANPROTEC – Assoc. Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores, API.NANO – Arranjo Promotor de Inovação em Nanotecnologia, FUNDAÇÃO CERTI – Fund. Centros de Referência em Tecnologias Inovadoras, CONFAP – Conselho Nac. Das Fund. Estaduais de Amparo à Pesquisa, CONSECTI – Conselho Nac. De Secretários Estaduais para Assuntos de CT&I.

Serviço

Nano TradeShow

Data: 13 a 15 de Outubro

Local: Transamerica Expo Center – Av. Dr. Mário Villas Boas Rodrigues



Fonte: Redação / Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar