acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Gas Summit Latin America 2015

Indústria do gás ganha destaque no debate sobre setor energético

14/04/2015 | 16h15
Indústria do gás ganha destaque no debate sobre setor energético
Divulgação Divulgação

O encontro da indústria latino americana do gás já tem data marcada. Entre os dias 08 e 10 de junho, a 12ª edição do Gas Summit Latin America discutirá a necessidade de incorporar o insumo na matriz energética nacional para elevar a eficiência do sistema e quais os novos caminhos para o setor. O seminário que acontece no Hotel Windsor Atlântica, no Rio de Janeiro, reunirá empresários, autoridades e acadêmicos da cadeia de exploração, produção e distribuição do gás, além de palestrantes de diversos países do continente para analisar estratégias que favoreçam a expansão do mercado de gás.

Dados divulgados recentemente pela Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás) apontam crescimento de 15,4% do consumo de gás natural em janeiro de 2015, quando comparado ao mesmo período do ano passado. O acréscimo se justifica pela ativação do sistema de geração de energia termelétrica devido à crise hídrica.

Somados esses resultados aos desafios de exploração, distribuição e utilização que o insumo ainda tenta vencer na América Latina, em clima de incerteza no mercado, o governo federal se prepara para realizar no segundo semestre de 2015 a primeira licitação para transporte de gás natural do país. O alinhamento de estratégias para alavancar e sustentar o gás natural como alternativa viável de energia entre os stakeholders é fundamental.

“Elaboramos uma grade de palestras que serão ministradas por grandes players e autoridades do mercado de gás. Políticas de regulação, infraestrutura, produção, distribuição, consumo e integração energética são os grandes norteadores para que a indústria do gás atinja seu potencial na matriz energética nacional e o Gas Summit é, por característica, um ponto de encontro para essa integração, com oportunidades para novos negócios”, explica a gerente do evento, Melissa Dalla Rosa.

Futuro da indústria do gás - Pesquisas do setor têm sido otimistas quanto ao crescimento da participação do insumo na matriz energética. O consumo de gás natural no Brasil, que cresceu 16,3% em 2014 de acordo com dados divulgados pela Abegás, terá aumento anual da demanda na casa de 1,9% até 2035, segundo levantamento de uma consultoria londrina sobre tendências energéticas. Em 2025, o gás natural deverá ultrapassar o carvão como a segunda maior fonte de energia, logo atrás do petróleo.

Entretanto, o potencial do insumo na matriz energética é proporcional aos desafios enfrentados para a ascensão da indústria do gás. Elementos regulatórios, econômicos e mercadológicos, bem como precificação, transporte, redes de distribuição e infraestrutura são fatores que colocam em risco o desenvolvimento de tal potencialidade. A discussão também envolve o poder público e a necessidade de harmonização das regulações estaduais e federal no mercado de gás.

Em sua edição de 2015, o Gas Summit Latin America traz especialistas de diversos países para abordar essas questões e importantes temas  do setor, como a exploração do gás não-convencional, biogás, GNL (gás natural liquefeito), além de reforma energética, licitações e leis do mercado de gás em vários países da América Latina. Também fazem parte da programação temas como “Argentina - Nova Lei Hidrocarburífera”, “Peru - Privatização da Produção e Ampliação da Rede de Transportes”, “México - Reforma Energética” e temas como “Metodologia de Precificação”, “Consumo e aproveitamento do Gás” e “Tecnologia e Operação da Distribuição”.

A programação completa do evento e inscrições podem ser feitas no site www.informagroup.com.br/gassummit



Fonte: Redação / Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar