acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
Investimento

IEMG investe R$ 140 milhões em transmissão

30/09/2008 | 04h25

A Interligação Elétrica de Minas Gerais (IEMG), Sociedade de Propósito Específico (SPE) da Companhia de Transmissão de Energia Elétrica Paulista (CTEEP) e Cymi Holding, construirá linha de transmissão (LT) entre as subestações de Neves 1 e Mesquita, em Minas. O investimento é de R$ 140 milhões. O traçado da LT passa por 13 municípios e ligará Contagem a Santana do Paraíso.

 

A linha terá 173 quilômetros de extensão e tensão de 500 quilovolts.No período de obras, aproximadamente 440 empregos devem ser gerados, dos quais 300 na construção da LT que será dividida em dois blocos de 86,5 quilômetros, cada - e 140 nas subestações. Do total, 60% dos empregos serão compostos por pessoal especializado e 40% por mão-de-obra local.

 

A obra tem licença de instalação do Conselho Estadual de Política Ambiental (Copam) do Estado de Minas Gerais e destinará 1,1% do valor do contrato para compensação ambiental, seguindo determinação do Sistema Estadual de Meio Ambiente.

 

Para a realização do projeto, a IEMG teve financiamento de R$ 70,5 milhões do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). O montante corresponde a 50% do necessário.

 

A CTEEP fechou acordo para outro financiamento com o BNDES na última quinta-feira. Neste caso, o crédito é de R$ 329 milhões, destinados ao plano de investimentos plurianual da companhia, relativo ao período de 2008 a 2010. O planejamento inclui obras referentes à modernização do sistema de transmissão de energia elétrica, melhorias sistêmicas, reforços e implantação de novos projetos.

 

O montante financiado equivale a 66% do valor do projeto, de R$ 496,5 milhões. A companhia é responsável por sistema elétrico complexo formado por 18.495 quilômetros de circuito. Possui centros de operação do sistema, sistema próprio de telecomunicações com 177 estações de microondas, 145 centrais telefônicas e aproximadamente 1,8 mil quilômetros de cabos de fibra ótica.

 

A companhia é responsável pela transmissão de quase toda energia consumida no estado de São Paulo, 30% da energia produzida no País e 60% da eletricidade consumida na região Sudeste.

 

Entre 2003 e agosto último, o BNDES financiou 35 projetos de transmissão, que somaram R$ 6,7 bilhões e permitiram investimentos de R$ 11 bilhões. Essa participação do banco possibilitou a construção de 10,7 mil quilômetros de linhas de transmissão, permitindo a expansão do abastecimento de energia para diversas regiões do País.



Fonte: Jornal do Commercio
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar