acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Petróleo

Ideli diz que Dilma deve usar todo o prazo para analisar projeto de royalties

14/11/2012 | 10h18

 

A ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, disse hoje (13) que a presidenta Dilma Rousseff deve usar todo o prazo disponível para analisar o projeto que redistribui os royalties do petróleo. A ministra destacou que essa é uma questão “estratégica” e também citou o risco de o caso ser judicializado.
“Ela [a presidente Dilma] vai analisar com exaustão, até porque essa questão dos royalties é estratégica para o país. A questão da partilha, dos novos leilões que vão ocorrer no ano que vem, o risco da judicialização de todo esse processo, portanto, a presidenta deve fazer uso de todo o tempo”, disse Ideli a jornalistas após participar de reunião com prefeitos.
A presidenta Dilma tem até o próximo dia 30 para decidir se vetará o texto de forma total ou parcial ou ainda se sancionará o projeto sem mudanças. Ao se manifestar sobre o assunto, a presidenta disse que fará uma “análise exaustiva” do texto.
O projeto sobre a redistribuição de royalties aprovado na Câmara na última terça-feira (6) não era a proposta do Executivo e deixou de fora a previsão de repasse de 100% dos recursos oriundos da exploração de petróleo de poços que serão licitados para a educação, como queria o governo. A presidenta Dilma também defendia a manutenção dos atuais contratos de exploração do regime de concessão para preservar os ganhos dos estados produtores.

A ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, disse hoje (13) que a presidente Dilma Rousseff deve usar todo o prazo disponível para analisar o projeto que redistribui os royalties do petróleo. A ministra destacou que essa é uma questão “estratégica” e também citou o risco de o caso ser judicializado.


“Ela [a presidente Dilma] vai analisar com exaustão, até porque essa questão dos royalties é estratégica para o país. A questão da partilha, dos novos leilões que vão ocorrer no ano que vem, o risco da judicialização de todo esse processo, portanto, a presidenta deve fazer uso de todo o tempo”, disse Ideli a jornalistas após participar de reunião com prefeitos.
A presidenta Dilma tem até o próximo dia 30 para decidir se vetará o texto de forma total ou parcial ou ainda se sancionará o projeto sem mudanças. Ao se manifestar sobre o assunto, a presidenta disse que fará uma “análise exaustiva” do texto.


O projeto sobre a redistribuição de royalties aprovado na Câmara na última terça-feira (6) não era a proposta do Executivo e deixou de fora a previsão de repasse de 100% dos recursos oriundos da exploração de petróleo de poços que serão licitados para a educação, como queria o governo. A presidenta Dilma também defendia a manutenção dos atuais contratos de exploração do regime de concessão para preservar os ganhos dos estados produtores.

 



Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar