acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Mercados

Ibovespa ainda resiste ao mau humor externo e tem alta

24/03/2014 | 17h45

 

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) resiste, por enquanto, ao mau humor internacional e tinha alta. A alta era de 0,56% às 12h49, a 47.644 pontos, mas especialistas duvidam que o fôlego continue. O tom ainda positivo se baseia em notícia da China.
Os principais mercados asiáticos encerraram a sessão em alta, refletindo as expectativas de que a China anuncie novo pacote de medidas para estimular a economia, após os índices de atividade chineses virem novamente aquém das estimativas.
Notícias corporativas também ajudam no tom positivo. Cesp PNB avançava 4,3%, depois de a elétrica anunciar distribuição de dividendos de R$ 1 bilhão. Oi PN tinha alta de 3,3%. O atual colegiado da CVM enfrenta amanhã um de seus maiores desafios, segundo reportagem de hoje do Valor: a definição sobre o voto da holding controladora da Oi, Telemar Participações, na assembleia marcada para dia 27.
Hamilton Moreira Alves, estrategista do BB Investimentos, diz que a movimentação dos últimos pregões é um repique das fortes quedas anteriores e que, para firmar tendência de alta, o índice ainda precisa passar dos 48.600 pontos.
Na Europa e nos Estados Unidos, os mercados acionários operavam no terreno negativo.

A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) resiste, por enquanto, ao mau humor internacional e tinha alta. A alta era de 0,56% às 12h49, a 47.644 pontos, mas especialistas duvidam que o fôlego continue. O tom ainda positivo se baseia em notícia da China.

Os principais mercados asiáticos encerraram a sessão em alta, refletindo as expectativas de que a China anuncie novo pacote de medidas para estimular a economia, após os índices de atividade chineses virem novamente aquém das estimativas.

Notícias corporativas também ajudam no tom positivo. Cesp PNB avançava 4,3%, depois de a elétrica anunciar distribuição de dividendos de R$ 1 bilhão. Oi PN tinha alta de 3,3%. O atual colegiado da CVM enfrenta amanhã um de seus maiores desafios, segundo reportagem de hoje do Valor: a definição sobre o voto da holding controladora da Oi, Telemar Participações, na assembleia marcada para dia 27.

Hamilton Moreira Alves, estrategista do BB Investimentos, diz que a movimentação dos últimos pregões é um repique das fortes quedas anteriores e que, para firmar tendência de alta, o índice ainda precisa passar dos 48.600 pontos.

Na Europa e nos Estados Unidos, os mercados acionários operavam no terreno negativo.



Fonte: Valor Econômico
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar