acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Energia

Iberdrola reafirma interesse no país

22/07/2011 | 09h42
A Iberdrola pretende ser acionista majoritária da Neoenergia, empresa do setor elétrico brasileiro na qual o grupo espanhol tem um participação de 39% e o restante está nas mãos do Banco do Brasil e seu fundo de pensão, Previ. "No Brasil, estamos negociando... O objetivo é que a Iberdrola tenha a maioria da Neoenergia", disse o presidente da Iberdrola, Ignacio Sánchez Galán, a analistas, reafirmando posição já posta pelo executivo em outras oportunidades.
 

Desde março, Iberdrola, Camargo Corrêa e Previ negociam oficialmente sinergias entre Neoenergia e CPFL. A Previ é sócia das duas empresas, esta última com a Camargo.
 

A Neoenergia controla hoje as distribuidoras de Pernambuco, Rio Grande do Norte e Bahia (Celpe, Cosern e Coelba). Também é dona de um parque gerador de cerca de 1,5 mil MW e ainda é dona ou sócia de concessões de importantes hidrelétricas que tiveram energia leiloada no ano passado, como Teles Pires e Belo Monte, que mais que duplicam a capacidade da companhia. A empresa ainda tem um pé no setor de transmissão.
 

Durante a conferência com analistas na manhã de ontem, o presidente da Iberdrola disse ainda que a única operação corporativa da empresa em andamento é, justamente, a reorganização dos negócios no Brasil.
 

No mercado brasileiro, o grupo espanhol adquiriu a distribuidora Elektro no início deste ano, por R$ 4,8 bilhões. A Elektro é um dos alvos de aquisição cobiçados pela CPFL Energia pela proximidade das áreas de concessão e também faz parte das negociações em torno das sinergias estudada pelos três grupos.
 

A Iberdrola reportou ontem lucro antes dos juros, impostos, amortização e depreciação (Ebtida, na sigla em inglês) de € 4 bilhões no primeiro semestre, cerca de 4,5% maior do que no ano passado. O resultado brasileiro representou € 364,1 milhões do total do Ebtida, cerca de 9%. Esse resultado foi 28% superior em função da aquisição da Elektro. O lucro líquido do grupo espanhol, uma das maiores elétricas do mundo, chegou a € 1,5 bilhã.



Fonte: Valor Econômico
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar