acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Internacional

HRT anuncia poço seco na Namíbia

10/09/2013 | 10h33
HRT anuncia poço seco na Namíbia
Divulgação HRT Divulgação HRT

 

A HRT informou hoje que o poço Moosehead-1, o terceiro poço offshore da campanha exploratória da companhia na Namíbia foi considerado seco. O objetivo deste poço era testar o Prospecto Moosedhead, localizado na Petroleum Exploration License 24 ("PEL-24"), na Bacia de Orange, no offshore da República da Namíbia.
De acordo com a companhia, o objetivo principal do poço Moosehead-1 era testar o potencial para óleo de reservatórios carbonáticos, considerados equivalentes aos reservatórios do pré-sal do Brasil e de Angola. Segundo a HRT, os resultados dos testes mostraram que a natureza do reservatório é realmente similar a dos reservatórios do pré-sal conforme a expectativa da empresa, no entanto, a porosidade estava menos desenvolvida do que o esperado nesta locação e o poço está sendo considerado como seco. Ainda segundo a HRT, há indícios de gás úmido na seção, que aumentaram com a profundidade. 
"O poço Moosehead conclui a primeira campanha de perfuração da HRT na Namíbia com informações geológicas muito importantes, mesmo sem ocorrência de zonas de interesse nesse poço. O momento agora é para a realização de análises completas dos resultados obtidos nos nossos três poços e ativos na Namíbia para que novos planos sejam traçados para 2014 e 2015. Concluímos essa campanha com o entendimento de que ambas as bacias de Orange e de Walvis, testadas pela perfuração, são bacias produtoras de óleo e gás, que novos esforços exploratórios trarão descobertas comerciais de hidrocarbonetos e que a HRT fará parte do futuro da exploração na Namíbia", destacou Milton Franke, CEO da HRT.
O poço Moosehead-1 situa-se em lâmina d'água de 1.716 metros e foi perfurado a uma profundidade total de 4.170 metros.

A HRT informou hoje que o poço Moosehead-1, o terceiro poço offshore da campanha exploratória da companhia na Namíbia foi considerado seco. O objetivo deste poço era testar o Prospecto Moosedhead, localizado na Petroleum Exploration License 24 ("PEL-24"), na Bacia de Orange, no offshore da República da Namíbia.


De acordo com a companhia, o objetivo principal do poço Moosehead-1 era testar o potencial para óleo de reservatórios carbonáticos, considerados equivalentes aos reservatórios do pré-sal do Brasil e de Angola. Segundo a HRT, os resultados dos testes mostraram que a natureza do reservatório é realmente similar a dos reservatórios do pré-sal conforme a expectativa da empresa, no entanto, a porosidade estava menos desenvolvida do que o esperado nesta locação e o poço está sendo considerado como seco. Ainda segundo a HRT, há indícios de gás úmido na seção, que aumentaram com a profundidade. 


"O poço Moosehead conclui a primeira campanha de perfuração da HRT na Namíbia com informações geológicas muito importantes, mesmo sem ocorrência de zonas de interesse nesse poço. O momento agora é para a realização de análises completas dos resultados obtidos nos nossos três poços e ativos na Namíbia para que novos planos sejam traçados para 2014 e 2015. Concluímos essa campanha com o entendimento de que ambas as bacias de Orange e de Walvis, testadas pela perfuração, são bacias produtoras de óleo e gás, que novos esforços exploratórios trarão descobertas comerciais de hidrocarbonetos e que a HRT fará parte do futuro da exploração na Namíbia", destacou Milton Franke, CEO da HRT.


O poço Moosehead-1 situa-se em lâmina d'água de 1.716 metros e foi perfurado a uma profundidade total de 4.170 metros.



Fonte: Redação TN/ Ascom HRT
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar