acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Artigo

Hora de investir no Brasil, por Erica Oliveira e Julia Mota

15/04/2016 | 14h45

Com o provável impeachment da atual presidente do Brasil, apoiado por uma vasta maioria da população, veremos em breve a substituição do governo federal. Isso será um passo importante rumo ao retorno da estabilidade política, já que o atual governo há muito perdeu a credibilidade do ponto de vista da ética, do respeito ao eleitor e da gestão pública.

Muitos investidores estrangeiros, com visão de médio e longo prazo, têm buscado oportunidades geradas pela crise. A desvalorização momentânea do Real tornou apetitosos projetos antes impensáveis. Os produtos e serviços brasileiros apresentam preços atraentes em moeda estrangeira e os valores para obtenção de vistos para -estrangeiros mantiveram-se em Reais, facilitando o acesso de executivos e investidores.

São promissoras, pela perspectiva de crescimento e expansão, as inúmeras operações de fusões e aquisições que têm acontecido, muitas vezes evitando processos de recuperação judicial ou falência de empresas em situação financeira difícil. Setores como o de educação e aeroportos tem atraído muito interesse, com a flexibilização de regras para estímulo do setor aéreo, notadamente, que autorizou participação de capital estrangeiro nas empresas do segmento de até 49% (antes 20%).

A crise que atingiu o setor de petróleo e gás, deslanchada pela Operação Lava Jato, obrigou a Petrobras a implementar mudanças drásticas para moralizar e evitar descontinuidade em suas operações e, como a contratação direta de empresas estrangeiras para prestação de serviços e a implementação do Programa Petrobras de Prevenção da Corrupção. Com os fornecedores envolvidos nos casos de corrupção impedidos de fornecer, fabricantes e prestadores de serviço antes inibidos pelo “jogo de cartas marcadas”, passaram a ter mais espaço na petroleira.

O Brasil vive sim, um momento de crise política e econômica. No entanto, ainda é, globalmente, uma das maiores potências com incomparável capacidade para crescimento. É necessário olhar para o cenário de forma ampla e não isolada. Mudanças urgentes e necessárias estão acontecendo no âmbito político, o que certamente trará rapidamente a retomada econômica, impulsionada por um modelo de gestão mais liberal e equilibrado.

 

Por Erica Oliveira e Julia Mota, Mota Advogados /SFME Advogados

 

 



Fonte: Erica Oliveira e Julia Mota
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar