acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Renováveis

Honda inicia construção do seu 1º parque eólico no Brasil

29/10/2013 | 16h24

 

A Honda Energy do Brasil, subsidiária da Honda Automóveis do Brasil, realizou hoje (29), uma cerimônia para marcar o início das obras do seu primeiro parque eólico, que será construído na cidade de Xangri-lá, no Rio Grande do Sul (RS). O evento, realizado no local do empreendimento, contou com a participação do vice-presidente sênior da Honda South America, Issao Mizoguchi, do presidente da Honda Energy, Carlos Eigi Miyakuchi, do prefeito da cidade de Xangri-lá, Cilon Rodrigues da Silveira, do secretário de Desenvolvimento e Promoção do Investimento no Rio Grande do Sul, Mauro Knijnik, do diretor do ministério de Minas e Energia, Jorge Paglioli Jobim, entre outras autoridades e representantes da diretoria do grupo Honda.
A construção de um parque eólico para suprir 100% da demanda de energia elétrica de uma unidade fabril é uma iniciativa inédita entre as fabricantes de automóveis atuantes no País e no grupo Honda em todo o mundo. O projeto receberá investimento inicial de R$100 milhões e deve iniciar suas operações em setembro de 2014, tornando-se o símbolo do compromisso da empresa em minimizar os impactos ambientais de suas atividades.
O empreendimento contará com nove turbinas, de 3MW, com capacidade instalada de 27MW. Isto representará a geração de 95.000 MW/ano, o equivalente ao consumo de energia de cidades com aproximadamente 35 mil pessoas e à demanda de energia elétrica da planta de Sumaré, que possui capacidade instalada para a produção de 120 mil carros por ano.
Com o projeto, a Honda deixará de emitir cerca de 2,2 mil toneladas de CO2 por ano, o que representa aproximadamente 30% do total gerado pela fábrica.
“Desde que iniciou a produção no Brasil, em 1976, a Honda tem se empenhado em contribuir com a sociedade brasileira, trabalhando constantemente para minimizar os impactos ambientais de suas atividades. A energia eólica apresenta excelentes resultados, pois não gera CO2 durante a sua produção. Estamos muito satisfeitos em iniciar as obras do parque e avançar mais um passo na utilização de energias renováveis. A Honda continuará trabalhando proativamente em busca de atividades em prol do meio ambiente”, destaca Carlos Eigi Miyakuchi. 
Ainda durante com a cerimônia, a Honda Energy apresentou o logotipo da empresa. O gráfico circular identifica a terra, simbolizando a natureza sustentável, enquanto o traço branco no círculo representa a linha do equador, indicando que a empresa está localizada no hemisfério sul, além de simbolizar seu crescimento constante. A cor azul, predominante no logo, traduz o céu, ar e água, todos essenciais para a vida. Já a linha ondulada em azul, representa o movimento do vento, necessário para a geração da energia.
Sobre o compromisso ambiental da Honda
As primeiras ações socioambientais da Honda surgiram na década de 60, quando, por iniciativa de seu fundador, Soichiro Honda, foi criado um departamento para estudar e reduzir as emissões de seus produtos, além de promover ações para reforçar os laços com as comunidades locais.
Em 2011, a empresa estabeleceu a meta de reduzir em 30%, até 2020, as emissões de CO2 de seus automóveis, motocicletas e produtos de força, e também de seus processos produtivos em todo o mundo, em comparação com os níveis obtidos em 2000.
Assim, o parque eólico é uma das diversas iniciativas que a empresa vem realizando neste sentido e contribuirá significativamente para que as metas sejam atingidas no Brasil.
Nas fábricas de automóveis e motocicletas Honda no País, assim como nas demais unidades produtivas da empresa no mundo, o nível de CO2 emitido é constantemente monitorado nos processos, com planos de melhoria contínua. Os conceitos de Green Factory, Green Logistic, Green Dealer e Green Office adotados pela empresa consolidam ações de redução dos impactos ambientais em toda a cadeia produtiva, desde seus fornecedores, passando pelas fábricas e transporte de seus produtos até a rede de concessionárias.

A Honda Energy do Brasil, subsidiária da Honda Automóveis do Brasil, realizou hoje (29), uma cerimônia para marcar o início das obras do seu primeiro parque eólico, que será construído na cidade de Xangri-lá, no Rio Grande do Sul (RS). O evento, realizado no local do empreendimento, contou com a participação do vice-presidente sênior da Honda South America, Issao Mizoguchi, do presidente da Honda Energy, Carlos Eigi Miyakuchi, do prefeito da cidade de Xangri-lá, Cilon Rodrigues da Silveira, do secretário de Desenvolvimento e Promoção do Investimento no Rio Grande do Sul, Mauro Knijnik, do diretor do ministério de Minas e Energia, Jorge Paglioli Jobim, entre outras autoridades e representantes da diretoria do grupo Honda.


A construção de um parque eólico para suprir 100% da demanda de energia elétrica de uma unidade fabril é uma iniciativa inédita entre as fabricantes de automóveis atuantes no País e no grupo Honda em todo o mundo. O projeto receberá investimento inicial de R$100 milhões e deve iniciar suas operações em setembro de 2014, tornando-se o símbolo do compromisso da empresa em minimizar os impactos ambientais de suas atividades.


O empreendimento contará com nove turbinas, de 3MW, com capacidade instalada de 27MW. Isto representará a geração de 95.000 MW/ano, o equivalente ao consumo de energia de cidades com aproximadamente 35 mil pessoas e à demanda de energia elétrica da planta de Sumaré, que possui capacidade instalada para a produção de 120 mil carros por ano.


Com o projeto, a Honda deixará de emitir cerca de 2,2 mil toneladas de CO2 por ano, o que representa aproximadamente 30% do total gerado pela fábrica.


“Desde que iniciou a produção no Brasil, em 1976, a Honda tem se empenhado em contribuir com a sociedade brasileira, trabalhando constantemente para minimizar os impactos ambientais de suas atividades. A energia eólica apresenta excelentes resultados, pois não gera CO2 durante a sua produção. Estamos muito satisfeitos em iniciar as obras do parque e avançar mais um passo na utilização de energias renováveis. A Honda continuará trabalhando proativamente em busca de atividades em prol do meio ambiente”, destaca Carlos Eigi Miyakuchi. 


Ainda durante com a cerimônia, a Honda Energy apresentou o logotipo da empresa. O gráfico circular identifica a terra, simbolizando a natureza sustentável, enquanto o traço branco no círculo representa a linha do equador, indicando que a empresa está localizada no hemisfério sul, além de simbolizar seu crescimento constante. A cor azul, predominante no logo, traduz o céu, ar e água, todos essenciais para a vida. Já a linha ondulada em azul, representa o movimento do vento, necessário para a geração da energia.


Compromisso ambiental 


As primeiras ações socioambientais da Honda surgiram na década de 60, quando, por iniciativa de seu fundador, Soichiro Honda, foi criado um departamento para estudar e reduzir as emissões de seus produtos, além de promover ações para reforçar os laços com as comunidades locais.


Em 2011, a empresa estabeleceu a meta de reduzir em 30%, até 2020, as emissões de CO2 de seus automóveis, motocicletas e produtos de força, e também de seus processos produtivos em todo o mundo, em comparação com os níveis obtidos em 2000.


Assim, o parque eólico é uma das diversas iniciativas que a empresa vem realizando neste sentido e contribuirá significativamente para que as metas sejam atingidas no Brasil.


Nas fábricas de automóveis e motocicletas Honda no País, assim como nas demais unidades produtivas da empresa no mundo, o nível de CO2 emitido é constantemente monitorado nos processos, com planos de melhoria contínua. Os conceitos de Green Factory, Green Logistic, Green Dealer e Green Office adotados pela empresa consolidam ações de redução dos impactos ambientais em toda a cadeia produtiva, desde seus fornecedores, passando pelas fábricas e transporte de seus produtos até a rede de concessionárias.

 



Fonte: Redação TN Petróleo/Ascom Honda
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar