acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Internacional

Hackers chineses invadem sistemas de multinacionais ocidentais de petróleo

10/02/2011 | 12h05
Hackers chineses invadiram os computadores de cinco multinacionais de petróleo e gás para roubar planos de licitação e outras informações críticas, segundo um relatório da empresa de segurança online McAfee. O estudo, que batizou o ataque de "Dragão Noturno", não revela as cinco empresas vítimas da invasão e afirma que outras sete também fora atacadas, mas não identificadas.


" É uma demonstração do triste estado de nossa infraestrutura crítica de segurança. Não foram ataques sofisticados e ainda assim alcançaram seus objetivos "


- É uma demonstração do triste estado de nossa infraestrutura crítica de segurança. Não foram ataques sofisticados e ainda assim alcançaram seus objetivos - disse Dmitri Alperovitch, vice-presidente de pesquisa da McAfee.


Os hackers entraram nos computadores utilizando os websites públicos das empresas ou através de emails infectados enviados para executivos. As companhias afetadas teriam negócios nos EUA, Taiwan, Grécia e Cazaquistão.


Por pelo menos dois anos - e talvez por até quatro - eles tiveram acesso às redes de computadores onde focaram sua busca nos documentos financeiros relacionados a exploração de gás e petróleo e contratos de licitação, disse Alperovitch. Eles também copiaram processos industriais.


A invasão foi rastreada até a China via uma empresa que aluga servidores na província de Shandong onde o malware estava hospedado. Além disso, foram localizados endereços IP ativos em Pequim ligados à invasão. O relatório não identifica quem estava por trás do hacking, mas Alperovitch afirma não haver evidência de que o ato seja patrocinado pelo governo.

- Esse é um negócio comum na China e não é sempre organizado pelo estado. Eles fazem isso uns com os outros - disse Jim Lewis, especialista em cibersegurança do Centro Internacional de Estratégias e Estudos.


Governos e empresas ocidentais há muito se preocupam com espionagem industrial proveniente da China. Perguntado se Pequim normalmente concorda em prender hacker, Lewis disse que "não é impossível, mas não tem acontecido com frequência".


- Estamos cientes desse tipo de ameaça, mas não podemos comentar especificamente o que está no relatório Dragão Noturno - disse Jenny Shearer, porta-voz do FBI.


O Google fechou seu site de buscas na China no ano passado após ter seu serviço de webmail invadido por hackers do país. Na época o Google disse que pelo menos outros 20 empresas também foram vítimas de ataques.


Além disso, autoridades dos EUA, Alemanha e Grã-Bretanha já alegaram que hackers chineses invadiram sistema militares em seus países. Ataques a sistemas comerciais ganham menos atenção pois raramente as empresas revelam as invasões, por medo de perder credibilidade no mercado.


Fonte: O Globo
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar