acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Indústria Naval

Grécia lidera encomendas de navios petroleiros

23/10/2015 | 09h46
Grécia lidera encomendas de navios petroleiros
Divulgação Divulgação

 

A Grécia lidera a lista de países em volume de encomendas de petroleiros, contratando a construção de 51 navios, no total de 4,4 milhões de toneladas brutas (GT), 25% do total das encomendas aos estaleiros mundiais, incluindo 11 petroleiros de grande porte (VLCC) e 18 Suezmaxes.
A China é o segundo país em volume de encomendas de petroleiros com 30 navios com construção contratada, no total de 2,3 milhões toneladas brutas. A empresa estatal China Ocean Shipping Company (Cosco) representa metade do total da tonelagem contratada.
O Japão é o terceiro país em volume de encomendas de petroleiros com 27 navios, no total de 1,9 milhões de toneladas bruta. Empresas de transporte marítimo da Arábia Saudita voltaram ao mercado este ano encomendando 10 petroleiros de grande porte (VLCC), para renovação da sua frota. Empresas de transporte marítimo da Noruega contrataram este ano 15 navios petroleiros.
Cinco países controlam 70% dos navios petroleiros. Segundo a Clarksons, os números demonstram o aumento da concentração da frota de petroleiros e uma queda no total de empresas operadoras que caiu de 119, no período 2010 a 2014, para os atuais 74 operadores, em 2015.

A Grécia lidera a lista de países em volume de encomendas de petroleiros, contratando a construção de 51 navios, no total de 4,4 milhões de toneladas brutas (GT), 25% do total das encomendas aos estaleiros mundiais, incluindo 11 petroleiros de grande porte (VLCC) e 18 Suezmaxs.

A China é o segundo país em volume de encomendas de petroleiros com 30 navios com construção contratada, no total de 2,3 milhões toneladas brutas. A empresa estatal China Ocean Shipping Company (Cosco) representa metade do total da tonelagem contratada.

O Japão é o terceiro país em volume de encomendas de petroleiros com 27 navios, no total de 1,9 milhões de toneladas bruta. Empresas de transporte marítimo da Arábia Saudita voltaram ao mercado este ano encomendando 10 petroleiros de grande porte (VLCC), para renovação da sua frota. Empresas de transporte marítimo da Noruega contrataram este ano 15 navios petroleiros.

Cinco países controlam 70% dos navios petroleiros. Segundo a Clarksons, os números demonstram o aumento da concentração da frota de petroleiros e uma queda no total de empresas operadoras que caiu de 119, no período 2010 a 2014, para os atuais 74 operadores, em 2015.

 



Fonte: World Maritime News
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar