acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Sustentabilidade

GranBio entrega estação que vai atender fábrica de etanol 2G no Brasil

28/05/2013 | 15h11
GranBio entrega estação que vai atender fábrica de etanol 2G no Brasil
Extação Experimental. GranBio Extação Experimental. GranBio

 

A empresa de biotecnologia GranBio inaugura nessa terça-feira (28), no município de Barra de São Miguel (AL), sua Estação Experimental para o desenvolvimento da cana-energia e outras fontes de biomassa. A estação de pesquisa tem o objetivo de desenvolver matéria-prima competitiva para futuras unidades industriais da empresa. É o caso da fábrica de etanol de segunda geração (2G), em São Miguel dos Campos (AL), que começa a operar no ano que vem e deve aumentar em 35% a capacidade instalada da região.
A estação já está funcionando com foco no desenvolvimento da cana-energia, variedade de cana desenvolvida pela GranBio, obtida a partir do cruzamento genético de híbridos comerciais com tipos ancestrais de cana-de-açúcar. O resultado será uma cana mais robusta, com maior teor de fibra e potencial produtivo, que poderá ser plantada em áreas degradadas de pasto. Além disso, os canaviais têm uma vida útil três vezes maior e a colheita pode ser feita em qualquer época do ano. O primeiro plantio comercial da cana-energia da GranBio, batizada de Cana Vertix, está previsto para 2015.
“Estamos muito confiantes em inaugurar a primeira operação da GranBio, que teve início em 2011”, afirma o presidente da GranBio, Bernardo Gradin. “A matéria-prima é fator-chave de competitividade para o etanol de segunda geração. Acreditamos que a cana-energia é a melhor fonte de biomassa para essa indústria no mundo”, completa Gradin.
Com 60 hectares de área, a Estação Experimental da GranBio recebeu investimentos da ordem de R$ 10 milhões, sendo 90% do valor financiado pela Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), empresa pública ligada ao Ministério da Ciência e Tecnologia.

A empresa de biotecnologia GranBio inaugura nessa terça-feira (28), no município de Barra de São Miguel (AL), sua Estação Experimental para o desenvolvimento da cana-energia e outras fontes de biomassa. A estação de pesquisa tem o objetivo de desenvolver matéria-prima competitiva para futuras unidades industriais da empresa. É o caso da fábrica de etanol de segunda geração (2G), em São Miguel dos Campos (AL), que começa a operar no ano que vem e deve aumentar em 35% a capacidade instalada da região.


A estação já está funcionando com foco no desenvolvimento da cana-energia, variedade de cana desenvolvida pela GranBio, obtida a partir do cruzamento genético de híbridos comerciais com tipos ancestrais de cana-de-açúcar. O resultado será uma cana mais robusta, com maior teor de fibra e potencial produtivo, que poderá ser plantada em áreas degradadas de pasto. Além disso, os canaviais têm uma vida útil três vezes maior e a colheita pode ser feita em qualquer época do ano. O primeiro plantio comercial da cana-energia da GranBio, batizada de Cana Vertix, está previsto para 2015.


“Estamos muito confiantes em inaugurar a primeira operação da GranBio, que teve início em 2011”, afirma o presidente da GranBio, Bernardo Gradin. “A matéria-prima é fator-chave de competitividade para o etanol de segunda geração. Acreditamos que a cana-energia é a melhor fonte de biomassa para essa indústria no mundo”, completa Gradin.


Com 60 hectares de área, a Estação Experimental da GranBio recebeu investimentos da ordem de R$ 10 milhões, sendo 90% do valor financiado pela Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), empresa pública ligada ao Ministério da Ciência e Tecnologia.



Fonte: Ascom GranBio
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar