acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Política

Governo vai classificar áreas de petróleo

04/05/2012 | 18h00
A oferta de novos blocos de exploração de petróleo e gás está condicionada, desde o início do mês, a uma avaliação preliminar estratégica do governo, responsável por classificar as áreas aptas e não aptas e, ainda, áreas que serão declaradas "em moratória". Isso equivale a uma espécie de "freio de arrumação" no setor.

Uma primeira classificação de toda a área de exploração no mar será elaborada em conjunto pelos Ministérios de Minas e Energia e Meio Ambiente no prazo de 12 meses. Esse mapeamento preliminar será a base para as novas rodadas de licitações da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Somente as áreas consideradas aptas por essa análise preliminar dos potenciais impactos socioambientais farão parte dos novos leilões de outorga, determina portaria assinada pelos ministros Edison Lobão (Minas e Energia) e Izabella Teixeira (Meio Ambiente), publicada no Diário Oficial do dia 9.

A decisão de criar uma etapa preliminar de análise estratégica ocorre em meio a pressões do mercado para a licitação de 174 novos blocos de exploração de petróleo, metade deles em terra e outra metade no mar, depois de um jejum de quatro anos de concessões. Os novos leilões são esperados pelo menos desde abril do ano passado, quando a 11ª rodada foi aprovada pelo Conselho Nacional de Política Energética (CNPE).


Fonte: Agência Estado
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar