acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Etanol

Governo quer que ANP controle etanol no País

27/08/2007 | 00h00
Incomodado com as altas freqüentes no preço do álcool nas usinas e nos postos de gasolina a cada início de ano, o governo federal quer aumentar o controle sobre a cadeia de produção, comercialização e exportação do produto. A principal proposta é dar ao etanol o tratamento legal de um combustível - e não apenas de um produto agrícola - e aumentar a fiscalização da Agência Nacional do Petróleo (ANP).

A idéia é aperfeiçoar a regulamentação do setor para garantir tanto o abastecimento do mercado interno quanto as exportações. Hoje, um dos poucos mecanismos de controle do governo é a alteração da mistura do álcool na gasolina, que pode oscilar de 20% a 25%.

A proposta de mudanças na regulamentação do combustível deverá ser apresentada por projeto de lei a ser encaminhado ao Congresso pela Casa Civil.

De acordo com uma fonte que participa das discussões, o controle do mercado de álcool poderia ser feito, em parte, pelo Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) ou pelo Conselho Interministerial do Açúcar e do Álcool (Cima), que é presidido pelo Ministério da Agricultura. Momentaneamente está desconsiderada a possibilidade de a Petrobras fazer esse controle. "A Petrobras é uma empresa praticamente privada e fazer esse tipo de controle é competência dos órgãos públicos", completou o ministro interino de Minas e Energia, Nelson Hubner.

Fonte: Jornal do Commercio/RJ

Fonte: Jornal do Commercio/
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar