acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
publicidade
Energia

Governo prepara leilão de oito novas hidrelétricas para 2009

02/10/2008 | 09h53

O secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia, Márcio Zimmermann, disse ontem (1º), no Rio de Janeiro, que o governo federal pretende colocar em licitação no próximo ano mais oito usinas hidroelétricas. A informação foi dada durante o quinto Encontro Nacional de Agentes do Setor Elétrico (Enase), que termina hoje (2/10), no Hotel Sofitel, Rio de Janeiro.

 


Em 2008, o governo leiloou apenas as usinas de Jirau, no Complexo do Rio Madeira, e de Baixo do Iguaçu, no Paraná – licitada no leilão de Energia Nova A-5, realizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), através da Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE).

 

Zimmermann adiantou que serão leiloadas as usinas de Barra do Pomba e Cambuci (ambas no Rio de Janeiro), além de cinco outras unidades movidas à água na Bacia do Parnaíba e da usina de Belo Monte (no Xingu, na divisa entre os estados de Tocantins e Maranhão), a de maior capacidade com potencial de 11.182 megawatts.

 

A intenção é que outras duas unidades entrem em licitação em 2010. "Faremos tudo para leiloarmos as usinas de Teles Pires  e Tapajós em 2010", acrescentou. A primeira fica em Mato Grosso, e a segundo, no Pará.

 

O secretário-executivo antecipou ainda que o governo espera entregar uma proposta ao Conselho Nacional de Política Energética (CNPE) até o fim do ano, com vistas à negociação com a associação que representa as empresas geradoras de energia, as distribuidoras e as transmissoras para a renovação da concessão das licenças de operacionalização, que vencem a partir de 2015.

 

Segundo ele, as duas opções em estudo no governo são a renovação automática das licenças ou a realização de novas licitações para as concessões atualmente em vigência. A idéia do governo é começar, ainda em meados deste mês, a conversar com os agentes sobre os termos e a forma da renovação. Zimmermann esclareceu, no entanto, que "para que haja renovação automática das concessões é preciso fazer um projeto de lei”. 



Fonte: Agência Brasil
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar