acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Negócios

Governo do Rio Grande do Sul garante investimento de R$ 300 milhões da Braskem

29/03/2011 | 17h01
Após algumas semanas de negociações que envolveram as secretarias da Fazenda e de Desenvolvimento e Promoção do Investimento, a Braskem garantiu ao governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro que investirá R$ 300 milhões na duplicação da produção de butadieno no Polo Petroquímico de Triunfo. O produto é a matéria-prima utilizada na indústria de pneus e de borrachas em geral, oportunizando o crescimento da cadeia de elastômeros no Estado.

 

A confirmação foi feita pelo vice-presidente de Relações Institucionais da empresa, Marcelo Lyra, e pelo membro do Conselho de Administração, Alfredo Tellechea, durante reunião ocorrida nesta terça-feira (29) no Palácio Piratini. "A decisão, que ainda precisará ser ratificada pelo Conselho de Administração da empresa, foi influenciada pela visão estratégica do Governo visando o crescimento do Estado e está alinhada com o compromisso da Braskem com o desenvolvimento econômico do Rio Grande do Sul", afirmou Lyra.

 

O Governo do Estado garantiu a isenção de ICMS na importação de máquinas e equipamentos que não sejam produzidos no Rio Grande do Sul e que cheguem ao Brasil por portos gaúchos. Além disso, não cobrará impostos sobre máquinas e equipamentos adquiridos de empresas gaúchas e autorizou a Braskem a pagar fornecedores do Estado com parte dos créditos.

 

"Nossa equipe agiu com muita responsabilidade. Os incentivos que estamos concedendo trarão benefícios na geração de emprego e renda, mas também para toda uma cadeia produtiva gaúcha que terá privilégios na venda de máquinas e equipamentos para a Braskem. Desta forma, nós valorizamos e beneficiamos outras regiões", ressaltou o governador Tarso Genro.

 

A divulgação formal do investimento será realizada no Palácio Piratini. Na mesma data, a intenção é anunciar o início da construção de um programa para o desenvolvimento das cadeias do plástico e da borracha. O investimento prevê a instalação de capacidade adicional de 100 mil toneladas de butadieno/ano. Atualmente, a Braskem possui capacidade instalada de 105 mil toneladas/ano deste produto no Rio Grande do Sul.

 

A decisão de apostar na expansão baseia-se no potencial da cadeia produtiva do elastômero no Estado, que tem como principais players a Lanxess e a Borrachas Vipal, e nos bons resultados que a matéria-prima vem apresentando no mercado internacional com alta em mais de 50% no ano passado em relação a 2009. O aumento é reflexo de fatores como limitação da oferta mundial pela maior competitividade do gás natural e a redução do uso da nafta, restringindo a oferta de co-produtos, como o butadieno.

 

A construção da nova fábrica deve estar concluída até o final de 2012. A obra irá gerar mil empregos diretos e, em operação, 60 postos de trabalho permanentes. Em visita a Porto Alegre, em janeiro último, o presidente da Braskem, Carlos Fadigas, destacou a relevância do Estado para a empresa. "No período 2007 a 2012, a Braskem está investindo R$ 2,2 bilhões no RS com destaque para a fábrica de plástico verde a partir de etanol, a maior unidade do mundo na utilização dessa tecnologia. Esse montante também inclui investimentos em incremento de produtividade e modernização dos ativos e em paradas de manutenção”.

 


Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar