acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Gas Summit Latin America 2015

GNL ganhará competitividade no mercado nacional

19/05/2015 | 15h18
GNL ganhará competitividade no mercado nacional
Agência Petrobras Agência Petrobras

Com abundância na oferta e queda de preços em decorrência dos baixos custos do petróleo no mercado nacional, o momento é bom para comprar GNL (gás natural liquefeito). É o que considera Sylvie D’Apote, sócia-diretora da Prysma E&T, empresa que presta consultoria nos setores de petróleo e gás para o Brasil e América Latina.

“Há muita oferta de novos projetos de liquefação que chegarão ao mercado. A previsão é de abundância de GNL no final desta década e início da próxima. Neste contexto, o comprador tem vantagem na negociação de preço do gás”, destaca Sylvie.

Embora o GNL venha ganhando competitividade em comparação ao gás nacional e ao importado da Bolívia por meio de gasodutos, questões como transporte e distribuição elevam preços e dificultam a possibilidade de o gás chegar ao consumidor final com valores mais baixos.“Nossa indústria é muito jovem, com infraestrutura pouco desenvolvida, portanto os custos para distribuir gás são altos no comparativo com outros países. O GNL pode chegar ao porto com preços interessantes para comercialização, mas isso muda em razão do transporte”, explica.

Futuro do GNL no Brasil - Além da previsão de aquecimento interno e externo do mercado, o cenário é de otimismo com o fechamento de dois contratos do Grupo Bolognesi, empresa gaúcha que atua em construção e no setor de geração de energia, para construção de terminais de regaseificação. “Essa é uma novidade interessante, porque é o primeiro projeto independente de importação e comercialização de GNL no Brasil, e até então a Petrobras era a única supridora do mercado”, finaliza.

Sylvie D’Apote participa de encontro para analisar e comentar o atual cenário do GNL durante a 12ª edição do Gas Summit Latin America, seminário para discutir a expansão da indústria do gás natural. Além de Sylvie, diversos palestrantes das iniciativas pública e privada de toda a América Latina comentam os principais pontos que merecem destaque no futuro do gás. A edição 2015 do Gas Summit acontece entre os dias 8 e 10 de junho, no Hotel Windsor Atlântica, no Rio de Janeiro (RJ).

A programação completa do seminário e inscrições podem ser feitas no site www.informagroup.com.br/gas-summit.



Fonte: Redação / Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar