acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Empresas

Global inicia projeto de lançamento de tubulação no Campo de Mexilhão

18/11/2008 | 09h53
Global inicia projeto de lançamento de tubulação no Campo de Mexilhão
Global inicia projeto de lançamento de tubulação no Campo de ... Global inicia projeto de lançamento de tubulação no Campo de ...

A Global Industries Brasil acaba de assinar contrato com a Petrobras para o lançamento de tubulação no Campo de Mexilhão, Bacia de Santos.  O projeto, avaliado em US$ 57 milhões, contará com a embarcação de lançamento de tubulação e construção DLB Iroquois.  O escopo de trabalho da empresa, que prevê operações em São Sebastião e Caraguatatuba, inclui o lançamento de tubulação de 34 polegadas, por 22 quilômetros.

 

A instalação dos dutos começará a três quilômetros da orla de Caraguatatuba, na direção da foz do Rio Lagoa, onde o Iroquois ficará ancorado por aproximadamente uma semana, contando com o apoio de oito embarcações.  A linha será montada a bordo da embarcação e os tubos serão lançados e puxados por dois cabos de aço, ligados a um guincho instalado pela Petrobras na praia das Palmeiras.

 

A embarcação começará a se deslocar, lançando a tubulação, até alcançar a profundidade de 11 metros, à aproximadamente sete quilômetros da praia, quando será instalado um stinger, equipamento que facilitará o lançamento dos tubos a partir deste ponto.

 

O trabalho estará totalmente finalizado quando for instalada a ponta do flange na target box (espécie de caixa conectora).  Mais tarde, a Petrobras se encarregará de unir esta ponta da tubulação ao restante do gasoduto.

 

Para atender à solicitação da Petrobras, a empresa precisou deslocar a embarcação que operava no Projeto Camarupim, na Bacia do Espírito Santo.  Além disso, mobilizou seus executivos em tempo recorde para montar uma estrutura de operação no local.

 

“A Petrobras é um cliente muito importante e, sentimo-nos satisfeitos em dar continuidade ao trabalho desenvolvido pelo Iroquois em Camarupim”, declara John Clerico, CEO da Global Industries.  “Apreciamos esse voto de confiança e, a Petrobras poderá contar com nosso apoio neste importante projeto.”

 

O escopo completo do projeto permitirá a exportação do gás produzido na plataforma de Mexilhão, a 130 quilômetros do porto de São Sebastião, para a terra, tendo como destino final a UTGCA (Unidade de Tratamento de Gás Monteiro Lobato), em Caraguatatuba.  O projeto é parte do Plangás, que objetiva triplicar o crescimento da produção de gás natural no país, tornando o Brasil auto-sustentável.

 

Fundada em 1973, na Louisiana (EUA), a Global Industries passou de uma pequena empresa de mergulho para uma das principais empresas de construção offshore. A Global Industries Brasil é uma subsidiária da Global Industries, Ltd., atualmente líder em soluções offshore para construção, engenharia, gerenciamento de projeto e serviços de suporte; instalação e remoção de plataforma, instalação em águas rasas e profundas/SURF (subsea, umbilicais, risers e flowlines), IRM (instalação, reparo e manutenção), serviços com ROV e mergulho para a indústria de óleo e gás em todo o mundo. Conforme a demanda do projeto, a empresa pode fabricar componentes estruturais, tais como stingers e equipamentos submarinos como PLEMs e PLETs.

 

A Global Industries possui doze escritórios e quatro bases marítimas ao redor do mundo, conta com 5.000 funcionários e mantém uma frota de 30 embarcações.  A empresa, que possui faturamento anual em torno de US$ 1 bilhão, foi eleita entre as dez empresas que mais crescem nos EUA pela revista Fortune e, suas ações são negociadas no NASDAQ Global Select Market sob o símbolo “GLBL”.



Fonte: Da Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar