acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Acordo

GE e Ecogen assinam contrato para projetos de geração distribuída

27/07/2015 | 14h26

 

Para atender às novas demandas do mercado, GE e Ecogen Brasil anunciam a assinatura de contrato para três projetos de geração distribuída, modalidade em que a energia é gerada no próprio ponto de consumo ou próximo a ele. Os acordos envolvem empreendimentos em diferentes segmentos, sendo dois projetos em complexos industriais (Grupo Mercedes-Benz e ALL-Rumo) e um em condomínio comercial em construção na cidade de São Paulo.
 
Para Juan Galan, líder da divisão de Distributed Power da GE para o Brasil, os acordos firmados sinalizam o maior interesse do mercado por soluções que equacionem eficiência energética (cogeração) com a gradual redução da dependência pelo sistema elétrico central. “Por ser um modelo que proporciona maior autonomia e flexibilidade no modelo de geração e consumo de energia, a geração distribuída cada vez mais atrai novos interessados. No Brasil, estamos no momento certo para estimular e ampliar projetos do tipo”, analisa o executivo.
 
Na mesma linha, Nelson Oliveira, CEO da Ecogen, destaca a importância de sistemas descentralizados, já que aumentam a segurança e a estabilidade operacional e produtiva. “Muitos dos empreendimentos com quem negociamos operam no sistema 24x7, o que significa que eventuais interrupções ocasionadas por falhas no sistema elétrico central devem ser contornadas imediatamente”, explica. “Para suprir essa necessidade, a geração distribuída surge como uma das melhores opções”.
 
Atualmente, a Ecogen é líder brasileira no desenvolvimento e implantação de projetos de eficiência energética, sendo referência principalmente em projetos que envolvem plantas de cogeração. A empresa tem como atividade principal o investimento em projetos de solução energética, podendo operar e manter plantas industriais ou atuando como EPC (Engineering, Procurement and Construction) – sendo responsável por idealizar toda a infraestrutura do projeto, buscar fornecedores e integrar as soluções contratadas.
 
Nos empreendimentos com a colaboração da GE, a Ecogen atuará como EPC nas plantas da Mercedes-Benz e da ALL-Rumo. No condomínio comercial em construção em São Paulo, a empresa atuará como detentora e operadora do sistema.
 
Todos os projetos serão equipados com motores GE Jenbacher alimentados com gás natural. A GE também possui linha de equipamentos que podem ser operada com biogás, gás de aterro e gases especiais (gases residuais de fornos, minas e outros processos), sendo utilizado nos mais diferentes empreendimentos para geração de energia. No Brasil, os motores a gás GE Jenbacher estão presentes em aterros sanitários e em plantas industriais, geralmente fornecendo energia elétrica e/ou térmica.
Escopo dos projetos GE-Ecogen
 
Mercedes-Benz
 
A fábrica da Mercedes-Benz do Brasil, em Iracemápolis-SP, irá produzir automóveis premium que são sucesso no mercado, o sedã Classe C e o SUV GLA. Para suportar a demanda energética da estrutura, a GE fornecerá dois motores Jenbacher modelo J420 de 1.4 MW de potência cada. As máquinas operarão em cogeração, gerando energia elétrica e energia térmica na forma de refrigeração - utilizando chillers de absorção que aproveitam o calor do sistema de resfriamento dos motores e dos gases de exaustão - propiciando ao sistema completo uma eficiência energética próxima a 85%.
 
ALL-Rumo (Grupo Cosan)
 
Para apoiar a operação de terminal marítimo operado pela ALL-Rumo no Porto de Santos, por intermédio da Ecogen a GE fornecerá dois motores a gás Jenbacher J416 de 1.1 MW de potência cada. A energia produzida pelos equipamentos será utilizada para alimentar os elevadores que carregam os navios atracados no terminal com açúcar, de onde a mercadoria segue para outras regiões do mundo.
Por se tratar de uma operação com alto nível de criticidade e em que não podem ocorrer atrasos, os equipamentos da GE fornecerão energia elétrica ao terminal em horários de ponta e em situações emergenciais, operando como fonte auxiliar de energia e sendo um back-up no caso de falhas no sistema central. A entrega dos equipamentos está prevista para julho e a operação comercial deve ser iniciada em setembro.
 
Condomínio comercial
 
Em construção na zona sul da cidade de São Paulo, o condomínio empresarial contará com dois motores a gás GE Jenbacher J612 de 2 MW de potência cada. Os equipamentos gerarão eletricidade para atender a demanda do complexo durante o horário de ponta e em situações emergenciais, como em episódios de falta de energia. A entrega das máquinas está prevista para julho e o início da operação em fase de teste em setembro.

Para atender às novas demandas do mercado, GE e Ecogen Brasil anunciam a assinatura de contrato para três projetos de geração distribuída, modalidade em que a energia é gerada no próprio ponto de consumo ou próximo a ele. Os acordos envolvem empreendimentos em diferentes segmentos, sendo dois projetos em complexos industriais (Grupo Mercedes-Benz e ALL-Rumo) e um em condomínio comercial em construção na cidade de São Paulo. Para Juan Galan, líder da divisão de Distributed Power da GE para o Brasil, os acordos firmados sinalizam o maior interesse do mercado por soluções que equacionem eficiência energética (cogeração) com a gradual redução da dependência pelo sistema elétrico central. “Por ser um modelo que proporciona maior autonomia e flexibilidade no modelo de geração e consumo de energia, a geração distribuída cada vez mais atrai novos interessados. No Brasil, estamos no momento certo para estimular e ampliar projetos do tipo”, analisa o executivo. 

Na mesma linha, Nelson Oliveira, CEO da Ecogen, destaca a importância de sistemas descentralizados, já que aumentam a segurança e a estabilidade operacional e produtiva. “Muitos dos empreendimentos com quem negociamos operam no sistema 24x7, o que significa que eventuais interrupções ocasionadas por falhas no sistema elétrico central devem ser contornadas imediatamente”, explica. “Para suprir essa necessidade, a geração distribuída surge como uma das melhores opções”. Atualmente, a Ecogen é líder brasileira no desenvolvimento e implantação de projetos de eficiência energética, sendo referência principalmente em projetos que envolvem plantas de cogeração. A empresa tem como atividade principal o investimento em projetos de solução energética, podendo operar e manter plantas industriais ou atuando como EPC (Engineering, Procurement and Construction) – sendo responsável por idealizar toda a infraestrutura do projeto, buscar fornecedores e integrar as soluções contratadas. 

Nos empreendimentos com a colaboração da GE, a Ecogen atuará como EPC nas plantas da Mercedes-Benz e da ALL-Rumo. No condomínio comercial em construção em São Paulo, a empresa atuará como detentora e operadora do sistema. Todos os projetos serão equipados com motores GE Jenbacher alimentados com gás natural. A GE também possui linha de equipamentos que podem ser operada com biogás, gás de aterro e gases especiais (gases residuais de fornos, minas e outros processos), sendo utilizado nos mais diferentes empreendimentos para geração de energia. No Brasil, os motores a gás GE Jenbacher estão presentes em aterros sanitários e em plantas industriais, geralmente fornecendo energia elétrica e/ou térmica.

Escopo dos projetos GE-Ecogen 

Mercedes-Benz 

A fábrica da Mercedes-Benz do Brasil, em Iracemápolis-SP, irá produzir automóveis premium que são sucesso no mercado, o sedã Classe C e o SUV GLA. Para suportar a demanda energética da estrutura, a GE fornecerá dois motores Jenbacher modelo J420 de 1.4 MW de potência cada. As máquinas operarão em cogeração, gerando energia elétrica e energia térmica na forma de refrigeração - utilizando chillers de absorção que aproveitam o calor do sistema de resfriamento dos motores e dos gases de exaustão - propiciando ao sistema completo uma eficiência energética próxima a 85%. 

ALL-Rumo (Grupo Cosan)

Para apoiar a operação de terminal marítimo operado pela ALL-Rumo no Porto de Santos, por intermédio da Ecogen a GE fornecerá dois motores a gás Jenbacher J416 de 1.1 MW de potência cada. A energia produzida pelos equipamentos será utilizada para alimentar os elevadores que carregam os navios atracados no terminal com açúcar, de onde a mercadoria segue para outras regiões do mundo.Por se tratar de uma operação com alto nível de criticidade e em que não podem ocorrer atrasos, os equipamentos da GE fornecerão energia elétrica ao terminal em horários de ponta e em situações emergenciais, operando como fonte auxiliar de energia e sendo um back-up no caso de falhas no sistema central. A entrega dos equipamentos está prevista para julho e a operação comercial deve ser iniciada em setembro. 

Condomínio comercial 

Em construção na zona sul da cidade de São Paulo, o condomínio empresarial contará com dois motores a gás GE Jenbacher J612 de 2 MW de potência cada. Os equipamentos gerarão eletricidade para atender a demanda do complexo durante o horário de ponta e em situações emergenciais, como em episódios de falta de energia. A entrega das máquinas está prevista para julho e o início da operação em fase de teste em setembro.

 



Fonte: Redação/ Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar