acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Fusões e Aquisições

GE conclui aquisição dos negócios de energia da Alstom

03/11/2015 | 14h55
GE conclui aquisição dos negócios de energia da Alstom
Divulgação Divulgação

 

A GE acaba de anunciar a aquisição dos negócios de energia da Alstom. A conclusão da transação acontece após a aprovação regulatória da operação em mais de 20 países e regiões, incluindo a União Europeia, EUA, Brasil, China, Índia e Japão. Trata-se da maior aquisição industrial da história da GE.
Em 2014, a GE fechou o acordo com a Alstom para a compra dos negócios de energia por € 12,35 bilhões. Após ajustes relacionados à criação de joint-ventures em junho de 2014 (que contemplam os negócios de energias renováveis, grid e nuclear), mudanças na estrutura do acordo, remediações e caixa líquido no fechamento, bem como efeitos da câmbio, o preço final da compra foi fixado em € 9,7 bilhões (aproximadamente US$ 10,6 bilhões). A GE espera que o acordo gere entre US$ 0,05 e US$0,08 em lucro por ação já em 2016 e US$ 0,15-0,20 em lucro por ação até 2018. A empresa tem por objetivo atingir US$ 3 bilhões em sinergias de custos no quinto ano das operações da nova estrutura e crescimento robusto dos negócios. A estratégia econômica permanece a mesma anunciada em abril de 2014.
“A conclusão da aquisição dos negócios de energia da Alstom é mais um passo significativo na transformação da GE. As tecnologias complementares, a capacidade de atuação global, a base instalada e o talento dos profissionais vindos da Alstom contribuirão para fortalecer nosso crescimento industrial ao redor do mundo. Já estamos prontos para trabalhar juntos e para entregar uma das ofertas de tecnologia mais abrangentes no setor da energia para nossos clientes”, diz Jeff Immelt, presidente e CEO Global da GE.
Os clientes vão perceber benefícios imediatos a partir da combinação da GE e da Alstom já em projetos atuais como:
- PSEG Sewaren (central de ciclo combinado em Nova Jersey, nos EUA): turbina a gás GE 7HA + gerador de vapor de recuperação de calor (HRSG) Alstom;
- Punjab Pakistan Bhikki (central de ciclo combinado no Paquistão): duas turbinas a gás GE 9HA + turbina a vapor Alstom;
- Usinas de energia Exelon (projetos de energia no Texas, nos EUA): quatro turbinas a gás GE 7HA + quatro Alstom HRSGs;
- Chempark (projeto de energia combinada de calor em Leverkussen, na Alemanha): turbina a gás GE 9HA.Além disso, a GE e a Alstom são os licitantes preferenciais para um projeto de usina de ciclo combinado na Ásia que usaria duas turbinas a gás GE 7HA, duas Alstom HRSGs e um gerador de vapor da Alstom. A Alstom é a licitante preferencial para um projeto de turbinas a vapor Arabelle em dois reatores nuclear no Reino Unido, é licitante preferencial para caldeiras, turbinas a vapor e geradores em projeto de carvão limpo no Oriente Médio. E emitiu com sucesso o primeiro transformador de potência na Índia (800 kV High Voltage Direct Current – HVDC) para o projeto Champa-Kurukshetra.
A GE também anuncia a conclusão da venda de seu negócio de sinalização ferroviária à Alstom por aproximadamente US$ 800 milhões.
A GE segue em linha com sua estratégia para se tornar uma empresa mais simples e mais focada em seus negócios industriais. Além da aquisição da Alstom, a empresa está adiantada em relação ao seu plano de deixar o negócio financeiro, já com US$ 126 bilhões em acordos de venda da GE Capital firmados. Recentemente, também foi anunciada a formação da GE Digital, consolidando todas as capacidades digitais da companhia para oferecer aos clientes as melhores soluções industriais e softwares. Graças a todas essas mudanças e transformações, a GE continua ganhando mercado e entregando fortes resultados financeiros.
A empresa realizará uma teleconferência com investidores em 3 de dezembro de 2015.

A GE acaba de anunciar a aquisição dos negócios de energia da Alstom. A conclusão da transação acontece após a aprovação regulatória da operação em mais de 20 países e regiões, incluindo a União Europeia, EUA, Brasil, China, Índia e Japão. Trata-se da maior aquisição industrial da história da GE.

Em 2014, a GE fechou o acordo com a Alstom para a compra dos negócios de energia por € 12,35 bilhões. Após ajustes relacionados à criação de joint-ventures em junho de 2014 (que contemplam os negócios de energias renováveis, grid e nuclear), mudanças na estrutura do acordo, remediações e caixa líquido no fechamento, bem como efeitos da câmbio, o preço final da compra foi fixado em € 9,7 bilhões (aproximadamente US$ 10,6 bilhões).

A GE espera que o acordo gere entre US$ 0,05 e US$0,08 em lucro por ação já em 2016 e US$ 0,15-0,20 em lucro por ação até 2018. A empresa tem por objetivo atingir US$ 3 bilhões em sinergias de custos no quinto ano das operações da nova estrutura e crescimento robusto dos negócios. A estratégia econômica permanece a mesma anunciada em abril de 2014.

“A conclusão da aquisição dos negócios de energia da Alstom é mais um passo significativo na transformação da GE. As tecnologias complementares, a capacidade de atuação global, a base instalada e o talento dos profissionais vindos da Alstom contribuirão para fortalecer nosso crescimento industrial ao redor do mundo. Já estamos prontos para trabalhar juntos e para entregar uma das ofertas de tecnologia mais abrangentes no setor da energia para nossos clientes”, diz Jeff Immelt, presidente e CEO Global da GE.

Os clientes vão perceber benefícios imediatos a partir da combinação da GE e da Alstom já em projetos atuais como:
- PSEG Sewaren (central de ciclo combinado em Nova Jersey, nos EUA): turbina a gás GE 7HA + gerador de vapor de recuperação de calor (HRSG) Alstom;
- Punjab Pakistan Bhikki (central de ciclo combinado no Paquistão): duas turbinas a gás GE 9HA + turbina a vapor Alstom;
- Usinas de energia Exelon (projetos de energia no Texas, nos EUA): quatro turbinas a gás GE 7HA + quatro Alstom HRSGs;
- Chempark (projeto de energia combinada de calor em Leverkussen, na Alemanha): turbina a gás GE 9HA.Além disso, a GE e a Alstom são os licitantes preferenciais para um projeto de usina de ciclo combinado na Ásia que usaria duas turbinas a gás GE 7HA, duas Alstom HRSGs e um gerador de vapor da Alstom. A Alstom é a licitante preferencial para um projeto de turbinas a vapor Arabelle em dois reatores nuclear no Reino Unido, é licitante preferencial para caldeiras, turbinas a vapor e geradores em projeto de carvão limpo no Oriente Médio. E emitiu com sucesso o primeiro transformador de potência na Índia (800 kV High Voltage Direct Current – HVDC) para o projeto Champa-Kurukshetra.

A GE também anuncia a conclusão da venda de seu negócio de sinalização ferroviária à Alstom por aproximadamente US$ 800 milhões.

A GE segue em linha com sua estratégia para se tornar uma empresa mais simples e mais focada em seus negócios industriais. Além da aquisição da Alstom, a empresa está adiantada em relação ao seu plano de deixar o negócio financeiro, já com US$ 126 bilhões em acordos de venda da GE Capital firmados. Recentemente, também foi anunciada a formação da GE Digital, consolidando todas as capacidades digitais da companhia para oferecer aos clientes as melhores soluções industriais e softwares. Graças a todas essas mudanças e transformações, a GE continua ganhando mercado e entregando fortes resultados financeiros.

A empresa realizará uma teleconferência com investidores em 3 de dezembro de 2015.

 



Fonte: Redação/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar