acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Gás Natural

Gasmig planeja duplicar área atendida em 2010

17/12/2009 | 09h51

A Gasmig, empresa controlada pela estatal mineira de energia Cemig e com 40% do capital nas mãos da Petrobras, irá investir R$ 108 milhões em 2010 para a conclusão de um programa de investimentos de R$ 1 bilhão. Segundo o secretário estadual de Desenvolvimento em Minas Gerais, Sergio Barroso, até o fim do próximo ano a subsidiária deverá mais que dobrar a rede de distribuição de gás natural, de 407 para 860 quilômetros.

 

Do total, 280 quilômetros são do gasoduto da região do Vale do Aço, que deverá ser inaugurado no próximo ano e consumiu R$ 700 milhões. O gasoduto passará por uma rota em que estão situadas as principais siderúrgicas do Estado. Já existe uma rede de distribuição de 53 quilômetros na região. A obra sofreu atrasos este ano, em um dos trechos, em função de descumprimento das cláusulas contratuais pela empreiteira. Em outubro, a Gasmig rescindiu unilateralmente o contrato com a DM Construtora, e tenta repassar o trecho para outra empresa.

 

A empresa deve concluir também um ramal de 33 quilômetros entre Brumadinho e Nova Lima, área próxima a Belo Horizonte, para atender à MBR, uma subsidiária da Vale, que concentra condomínios de alto padrão, um investimento de R$ 40 milhões. Também deverá entrar em operação um ramal no sul de Minas de 110 quilômetros, que envolveu investimento de R$ 150 milhões. As obras já foram concluídas e a empresa aguarda apenas a licença de operação.

 

Com isso a empresa deve passar a sua comercialização de cerca de 800 milhões de metros cúbicos anuais (450 milhões, excluídas as termelétricas) para um volume estimado entre 1 bilhão e 1,2 bilhão de metros cúbicos em 2010. O número de municípios atendidos deve passar de 23 para 39. Este ano, a redução de produção no setor mineral e siderúrgico fez com que a Gasmig tivesse resultado modesto no fechamento de novos contratos no sul do Estado e no Vale do Aço. A meta inicial era de contratar a venda de 458 mil metros cúbicos por dia. Mas até agosto o volume contratado era de apenas 211 mil.

 

Barroso afirmou que no próximo ano a subsidiária deve finalmente entrar no segmento residencial, um projeto seguidamente adiado desde 2007. Desde essa época, há a perspectiva do gás canalizado começar a ser oferecido em Cidade Nova, bairro de classe média na zona norte da capital mineira.



Fonte: Valor Econômico
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar