acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Combustíveis

Gás natural chegará a 42 municípios até 2008

04/08/2005 | 00h00

Os municípios de Angra dos Reis, Mangaratiba, Maricá e Saquarema são os primeiros da lista a receber gás natural a partir dos Termos Aditivos aos Contratos de Concessão para levar gás natural a estes municípios e para a redução das tarifas cobradas aos setores ceramistas, salineiro e barrilista.
Com mais quatro municípios abastecidos por gás natural, o número de cidades fluminense com acesso ao combustível sobe para 30. Durante a assinatura do Termo Aditivo realizada, nesta quinta-feira (04/08), entre a governadora Rosinha Garotinho e representantes das distribuidoras locais CEG e CEG-Rio, a Governadora afirmou que a expectativa do governo é de que o estado do Rio tenha 42 municípios abatecidos por gás natural em 2008 e que 90% da população fluminense tenha acesso ao combustível.
Os investimentos para a implantação dos gasodutos nas cidades de Mangaratiba, Maricá, Angra dos Reis e Saquarema serão da ordem de R$ 100 milhões. Segundo o cronograma, a primeira cidade a receber gás será Mangaratiba, até o final de 2006. O gás chegará a Maricá e Angra dos Reis em 2007 e a Saquarema em 2008.
Além da expansão da rede de gasodutos, o Termo Aditivo também permite a redução tarifária segundo a revisão quinqüenal. "As concessionários CEG e CEG-Rio reduziram as tarifas para os segmentos indústriais salineiro, ceramista e barrilhista, sendo que esta redução foi da ordem de 40% para o setor ceramista, e de até 18% para os setores salineiro e barrilhista", explica o secretário estadua de Energia, Indústria Naval e do Petróleo, Wagner Victer.
 Estiveram presentes à cerimônia de assinatura do Termo Aditivo a governadora Rosinha; o secretário Wagner Victer; o presidente da Agetransp, José Carlos dos Santos Araújo; os prefeitos de Angra dos Reis, Fernando Jordão; de Mangaratiba, Aarão de Moura Brito; de Maricá, Ricardo Queiróz; o diretor de Planejamento da CEG, Aurélio Diaz, representando o presidente da empresa, Daniel Jordá, e o presidente da fábrica Álcalis, Antonio Carlos Feres.



Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar