acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Resultado

Ganho da WEG sobe no trimestre, mas cai no ano

24/02/2011 | 10h19
A recuperação das vendas no mercado interno e externo contribuiu para que a fabricante de motores elétricos WEG registrasse lucro líquido de R$ 141,5 milhões no quarto trimestre, 3,2% maior do que no mesmo período de 2009. Os últimos três meses foram determinantes para melhorar o resultado da empresa no ano, que foi de R$ 519,8 milhões, ainda assim 5,6% aquém do apresentado em 2009.


Para Laurence Beltrão Gomes, diretor de relações com investidores, o resultado consolida a tendência de recuperação que veio se desenhando ao longo do ano. Produtos de ciclo mais longo, como os equipamentos industriais, tiveram fatia de 54,2% na receita trimestral e alta de 6,7 pontos percentuais em relação ao ano anterior.


Por outro lado, o segmento de geração, transmissão e distribuição apresentou participação de 25,4% nas vendas do quarto trimestre e queda de 6 pontos percentuais em relação à fatia do mesmo período de 2009. Segundo Gomes, a queda diz respeito especialmente ao segmento de geração.


O mercado interno respondeu pela fatia maior das vendas. No quarto trimestre, R$ 964,5 milhões ou 64% da receita bruta veio de vendas no mercado brasileiro. O mercado externo representou R$ 540,1 milhões, ou 36%, um crescimento de 24% sobre o mesmo período do ano anterior. O maior crescimento foi constatado na África, continente em que a WEG comprou 51% do Zest Group.


A geração de energias renováveis, em especial biomassa e eólica, são apostas para a recuperação em 2011. "Há potencial para crescimento de investimento nesse setor no Brasil e América Latina."


O ano de 2010 também foi de aquisições e ampliação da capacidade. Segundo o balanço divulgado ontem, R$ 233 milhões foram investidos no ano passado. No último trimestre, a empresa contratou financiamentos com o BNDES e o IFC para a construção de uma nova unidade na Índia, que começou a produzir em 18 de fevereiro.


A WEG também anunciou a aquisição da Equisul, empresa especializada no fornecimento de sistemas ininterruptos de energia. Segundo o executivo, a companhia continua disposta a fazer aquisições, principalmente de empresas que ajudem a reforçar o portfólio de tecnologia e a oferecer serviços mais completos aos clientes. As compras também são prospectadas para a entrada em novos mercados. Em 2010, a WEG consolidou compras na África do Sul e no México. Países com forte crescimento e previsão de investimentos em infraestrutura também estão na mira da WEG.


Fonte: Valor Econômico
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar