acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Petrobras

Gabrielli apresenta projetos de refino em Cingapura

01/11/2011 | 11h19
Na manhã de hoje (1º), o presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli de Azevedo, apresentou as perspectivas de crescimento da companhia no segmento de Abastecimento para mais de 400 participantes do Downstream Asia 2011, em Cingapura. Realizado anualmente, o evento faz parte da Semana Internacional de Energia do país, a Singapore Energy Week 2011.

Gabrielli ressaltou que o Brasil é um dos maiores mercados do mundo em termos de consumo de petróleo, além de ser um dos que mais crescem.  A título de comparação, em 2010 o consumo de petróleo no Brasil aumentou 2,1% ao ano, contra uma queda de 0,04 % em países da Organização de Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE - América do Norte, Europa, Australia e Japão). Sobre a estratégia de investimentos da Petrobras, Gabrielli afirmou que a empresa - terceira maior companhia de petróleo do mundo - vem investindo fortemente na exploração e produção de petróleo nos últimos 30 anos.

Apesar de o Brasil ter aumentado a sua produção de petróleo bruto, o país enfrenta um déficit de produtos derivados, tais como diesel, GLP e nafta, comentou. “A Petrobras já tem planos de construir quatro novas refinarias, que juntas agregarão mais de 1,3 milhões de barris de óleo por dia (bpd) em capacidade de refino até 2020, diante de uma produção nacional de petróleo prevista para 4,9 milhões de bpd”, disse Gabrielli. “As novas refinarias serão muito mais eficientes e trarão uma margem de lucro maior do que as instalações mais antigas, fortalecendo assim o desenvolvimento da Petrobras como uma companhia integrada de petróleo”, destacou.

A Petrobras, que atualmente exporta produtos de petróleo para a China, Estados Unidos e América Latina, entre alguns dos seus vários mercados, pretende reforçar as suas parcerias comerciais com companhias de petróleo na Ásia Oriental. Cingapura, onde a empresa já realiza negócios, será um importante pólo para essas operações, disse o presidente da companhia.


Fonte: Agência Petrobras
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar