acesso a redes sociais
  • tumblr.
  • twitter
  • Youtube
  • Linkedin
  • flickr
conecte-se a TN
  • ver todas
  • versão online
  • Rss
central de anunciante
  • anunciar no site
  • anunciar na revista
Pré-Sal Brasil 2011

Futuro do pré-sal é discutido no Rio de Janeiro

27/09/2011 | 15h37
Os rumos do desenvolvimento do pré-sal e o futuro do setor de petróleo no Brasil foi tema de debate na segunda edição do Congresso Pré-Sal Brasil, realizado no Centro de Convenções Sulamérica, no Rio de Janeiro. 
 
 
O gerente de Planejamento de E&P do Pré-Sal da Petrobras, Mauro Yuji Hayashi, lembrou que em 2006, o foco da companhia estava no desenvolvimento no pós-sal e que com a descoberta do petróleo no pré-sal, se abriu uma nova fronteira exploratória no país. "As descobertas que temos feito na região do pré-sal tem sido muito positivas", afirmou. Segundo ele, os resultados exploratórios tem sido bastante satisfatórios, com 80% de sucesso.
 
 
Mauro Hayashi disse que até 2017, a companhia terá 17 sistemas de produção na região, sendo que uma já está em funcionamento. Atualmente, a produção do pré-sal está em 59 mil barris, em três poços da Bacia de Santos.
 

Outro assunto discutido durante o evento foi o financiamento para o desenvolvimento da cadeia produtiva de óleo e gás. A superintendente regional de Negócios da Caixa, Eugênia Melo, o banco resolveu entrar no segmento de óleo e gás, depois de vislumbrar com o descobrimento do petróleo no  pré-sal, uma grande oportunidade. 
 

O financiamento visa atender os fornecedores do setor petrolífero nacional, incentivar o conteúdo local e garantir a capacidade de investimento e de capital de giro de pequenas, médias e grandes empresas. 
 

"A Caixa quer ser o banco da cadeia produtiva do setor de óleo e gás", afirmou Eugênia. Ela afirmou ainda que a Caixa é a líder de contratações do programa Progredir, com liberação de R$84 milhões. O projeto é uma iniciativa da Petrobras em conjunto com importantes instituições financeiras do país, como o BNDES, para facilitar a oferta de crédito para as empresas fornecedoras de produtos e serviços para a companhia. 


Fonte: Redação
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar